Ethereum Foundation distribui US$ 2,46 milhões a desenvolvedores da rede Ethereum 2.0

A Ethereum Foundation (EF)  anunciou que mais de US$ 2,46 milhões em subsídios serão distribuídos para financiar o desenvolvimento da Ethereum 2.0.

Em um post publicado no blog oficial em 26 de agosto, a EF anunciou que “concedeu prêmios financeiros a várias equipes de desenvolvimento de clients. As equipes têm a tarefa de criar redes de teste (testnets) compatíveis com diversos clients, como a primeira fase das abordagens de desenvolvimento".

Os fundos vão para nove empresas e pesquisadores. Muitas empresas receberam financiamento para o desenvolvimento de clients, como a Harmony, que recebeu US$ 189.000,00 pelo client Sigma Prime, da Prysm; US$ 485.000 para a Lighthouse; A startup cofundada pela Consensys, Sigma Prime, obteve US$ 485.000 para o seu client Lighthouse, enquanto a Status recebeu US$ 500.000 para o client Nimbus.

A Status também recebeu US$ 150.000 para desenvolvimento de protocolo de rede, enquanto a Whiteblock recebeu US$ 184.000 para testes de rede e suporte a testnet / interoperabilidade.

O analista cripto Dmitry Khovratovich recebeu US$ 10.000 para produzir um relatório sobre a segurança de alguns aspectos da primeira versão da ETH 2.0 e a Chainsafe recebeu US$ 217.500 para desenvolver seu light client e javascript da Lodestar.

Mais recompensas

O post também afirma que existem mais recompensas disponíveis para outras empresas. A EF definiu recompensas de 5 Ether (ETH) (ou 1.000 unidades da stablecoin descentralizada DAI, atrelada ao dólar) por recomendações que fazem parte da especificação do Phase 0 da Ethereum 2.0, antes que a cadeia seja lançada.

Uma série de recompensas foi reservada para pesquisas sobre a função peudo-randômica da Legendre, que deve fazer parte da próxima prova de custódia. Finalmente, a fundação também pretende premiar os vencedores da STARK-friendly Hash Challenge, que buscaque visa avaliar a segurança das funções de hash atuais compatíveis com a STARK.

Como o Cointelegraph publicou em julho, o primeiro estágio da transição da rede para a Ethereum 2.0 está previsto para 3 de janeiro de 2020.