Consórcio Ethereum lança iniciativa de token com Microsoft, JPMorgan Chase e mais

A Enterprise Ethereum Alliance (EEA) lançou uma Iniciativa de Taxonomia de Tokens neutra para blockchain com duas grandes empresas, de acordo com comunicado da EEA de 17 de abril. A iniciativa busca definir tokens em termos não técnicos e que atendam diversos setores em uma tentativa de impulsionar a adoção de token corporativo em escala.

A EEA descreve-se como “uma organização de padrões comandada por membros cujo caráter é desenvolver especificações blockchain abertas que levem à harmonização e interoperabilidade”.

Membros da iniciativa incluem a empresa de consultoria global Accenture, os grandes bancos Santander e JPMorgan Chase, a incubadora blockchain ConsenSys,a auditora do Big Four EY, gigantes de tecnologia como Intel, Microsoft e IBM, o consórcio blockchain R3, a think-tank internacional The Blockchain Research Institute, a empresa de pesquisa e desenvolvimento blockchain Clearmatics e outras.

A iniciativa tem objetivo de estabelecer um conjunto de termos e definições compartilhadas para tokens - seja de qual blockchain eles sejam derivados - como marco para empresas e desenvolvedores.

A padronização, segundo o diretor da EEA Ron Resnick argumenta, pode desbloquear a pouca adoção de tokens "para servir como, ou para oferecer acesso para, uma série de bens, ativos financeiros, títulos, serviços, valores ou conteúdo" dentro de aplicações blockchain de grau empresarial.

Assim como esclarecendo o conceito e escopo do modelo de tokens, a iniciativa vai buscar levantar casos de uso, taxonomia e terminologia, e especificações técnicas.

Para este fim, o projeto terá como objetivo estabelecer padrões técnicos que possam combater a fragmentação entre vários protocolos blockchain e garantir a interoperabilidade entre plataformas e casos de uso - se os tokens servem propósitos de moeda ou representam ativos únicos.

A iniciativa vai ser estruturada para incluir uma Estrutura de Taxonomia de Token acompanhada por uma iniciativa educacional, que será comandada através de estruturados Workshops de Definição de Token.

Como já noticiado, a EEA — que conta com mais de 500 membros — está engajada em contínuos trabalhos para padrão de tokens, que começaram com foco nas especificações de Ethereum (ETH) . Na segunda metade de 2018, a Hyperledger e a EEA anunciaram que se tornariam membros associados.

A organização estendeu seu alcance global ao abrir um escritório na China em fevereiro. No mesmo mês, a EEA anunciou que iria lançar uma "força-tarefa" de tokens, que seria focada em tokens ERC-20 fungível derivado de ETH e ERC-721 não fungível.