Início da aceitação do Monero pela loja do Fortnite da Epic Games foi acidental, confirma CEO

Uma volatilidade temporária atingiu o Monero (XMR) no fim de semana, depois que um chefe de uma empresa de jogos disse que, acidentalmente, começou a aceitar a altcoin com foco em privacidade para pagamentos em 5 de janeiro.

A Epic Games, que desenvolveu o popular jogo de videogame Fortnite, abriu uma loja oficial de mercadorias, a Retail Row, em dezembro.

De acordo com o CEO da Epic, Tim Sweeney, o Monero entrou no pacote de opções de pagamento da loja "em algum lugar ao longo do caminho", mas não foi intencional, com a equipe subsequentemente removendo-a no fim de semana.

"Trabalhamos com um parceiro para abrir uma loja de mercadorias e, em algum momento, o pagamento em Monero foi ativado", escreveu ele no Twitter, no sábado.

"Muitos de nós na Epic são grandes fãs da tecnologia de computação descentralizada subjacente à criptomoeda, no entanto muito mais trabalho é necessário sobre a volatilidade e torná-la à prova de fraudes antes de trazê-la para um público tão amplo que inclua jogadores mais jovens."

Os fãs e executivos do Monero, na forma de desenvolvedor Riccardo Spagni, deram as boas vindas à notícia, com o último sugerindo que a Epic se recusou a oferecer pagamentos em Bitcoin (BTC) devido à relativa falta de privacidade da criptomoeda.

Rumores deram conta ainda que a Epic tinha feito uma parceria com o processador de pagamento de criptomoedas GloBee no negócio Monero, algo que Sweeney também negou.

"... há um monte de boatos por aí", ele continuou.

"Não, a Epic não tem parceiros de criptomoeda e não está em nenhuma discussão de parceria de cripto com ninguém."

O XMR/USD havia ganhado mais de 10% com a notícia da aceitação, mas a meia-volta eliminou alguns desses ganhos, de acordo com dados da CoinMarketCap.