Block.One, criadora do EOS, vai votar em produtores de bloco mesmo possuindo apenas 9,5% das moedas

A Block.One, empresa que desenvolveu o software EOSIO, anunciou em 13 de novembro que começará a participar dos procedimentos de eleição para produtores de blocos (BPs) na blockchain do EOS.

“Titular pequeno, mas significativo, de tokens EOS”

Em seu anúncio, a Block.One afirma que é um "titular pequeno, mas significativo, de token EOS", pois detém menos de 9,5% do suprimento em circulação. Como tal, a Block.One possui quase um décimo do poder de decisão de voto quando se trata de eleger BPs.

A empresa diz que a porção de moedas que possui diminuirá ainda mais devido à criação de novas unidades para recompensar os produtores de blocos por meio da inflação. O anúncio diz:

"Por fim, começaremos a participar da votação dos produtores de blocos para nos juntarmos mais ativamente a outros detentores de tokens EOS para garantir que a rede EOS permaneça tão saudável e revolucionária como sempre foi".

Uma blockchain diferente

A EOS é uma rede baseada em prova de participação delegada (DPoS), na qual 21 BPs são eleitos por titulares de moedas e executam os únicos nodes de validação da rede.

A EOS precisa coordenar muito menos nodes do que a maioria das outras blockchains. Embora alguns tenham levantado preocupações de que essa forma de condução tenha um impacto negativo na descentralização da rede, a Block.One afirma que é um resultado líquido positivo:

“Melhorar as blockchains de prova de trabalho, que geralmente são governadas e controladas por um pequeno número de organizações de mineração e podem ser ambientalmente abrasivas com altos requisitos de eletricidade, os produtores de blocos de EOS são eleitos por milhões de contas em todo o mundo, podem ser alterados a qualquer momento pela maioria votante e oferece a melhor saída de desempenho com requisitos mínimos de energia".

Coordenando uma rede de nodes muito menor e mais confiável, os desenvolvedores de EOS conseguiram garantir um tempo de bloco de meio segundo e uma taxa de transferência de 5.000 transações por segundo. Apesar de seu suposto alto desempenho, a rede enfrentou alguns problemas recentemente.

Como o Cointelegraph relatou no domingo passado, a blockchain da EOS foi congestionada pelo airdrop do token EIDOS, com os usuários não conseguindo processar suas transações. O incidente fez com que o preço do tempo de CPU na rede aumentasse em mais de 100.000% ao longo de 4 horas, atingindo quase 7,69 EOS/milissegundo.