Banco da elite do investimento Goldman Sachs compensará futuros de Bitcoin para clientes

De acordo com a Bloomberg, o Goldman Sachs compensará os contratos de futuros de Bitcoin para pelo menos alguns clientes quando os mercados de futuros entrarem em vigor em 10 de dezembro (CBOE) e 18 de dezembro (CME). Esta é uma notícia importante, uma vez que os mercados de futuros que serão lançados em breve são de pouca utilidade, sem que os bancos e as corretoras realmente usem as plataformas para negociar.

O Goldman junta-se às corretoras TD Ameritrade e Ally Invest, oferecendo aos clientes acesso aos novos produtos de futuros de Bitcoin. Mesmo o detrator em série JP Morgan Chase está considerando oferecer futuros de Bitcoin aos clientes.

A Bloomberg citou uma fonte sem nome "com conhecimento dos planos da empresa", dizendo que o Goldman Sachs oferecerá negócios a clientes caso a caso. Tiffany Galvin, porta-voz do Goldman, escreveu:

"Dado que este é um novo produto, como esperado, estamos avaliando as especificações e os atributos de risco para os contratos futuros de bitcoin como parte do nosso processo padrão de devida diligência".

O CEO do Goldman, Lloyd Blankfein, é supostamente cauteloso, mas aberto à idéia de Bitcoin, ao contrário de muitos de seus homólogos bancários, como Jamie Dimon. Blankfein escreveu:

"Eu li uma grande quantidade de histórias, e sei que era uma vez uma moeda que valia US $ 5 se tivesse US $ 5 em ouro. Agora temos papel que é apoiado por fiduciário... talvez no novo mundo, algo seja apoiado por consenso".

Extremamente importante

O Goldman Sachs é considerado um dos bancos da elite dis investimento do mundo, atraindo os melhores especialistas em finanças e os clientes mais ricos. A empresa também é conhecida por sua "porta giratória" - onde os executivos do Goldman movem-se de um lado para o outro para o serviço do governo e de volta. De fato, o processo está tão arraigado que o banco às vezes é chamado de "Government Sachs".

Executivos do Goldman que se tornaram funcionários do govero incluem o secretário do Tesouro Steve Mnuchin e o secretário adjunto do Tesouro, James Donovan. O presidente George W. Bush nomeou o ex-CEO do Goldman, Hank Paulson, como seu secretário do Tesouro. A porta giratória de nomeados do Goldman no governo dá aos banqueiros da empresa uma grande influência no desenvolvimento de políticas e regulamentos.


Siga-nos no Facebook