Gigante de eletrônicos HTC anuncia pré-venda de seu smartphone blockchain Exodus em BTC e ETH

A empresa taiwanesa de eletrônicos HTC anunciou a pré-venda de seu amplamente discutido smartphone blockchain, Exodus 1, revelou a conta oficial do produto no Twitter em 23 de outubro.

A pré-venda do Exodus 1 foi oficialmente anunciada hoje durante a cúpula Web3, que acontecerá de 22 a 24 de outubro em Berlim. De acordo com o site HTC Exodus, o “acesso antecipado” ao telefone atualmente só pode ser adquirido via Bitcoin (BTC) ou Ethereum (ETH), e está disponível para 34 regiões, incluindo os EUA, Reino Unido e Hong Kong.

No momento da publicação, as pré-encomendas do Exodus 1 estão listadas em cerca de US $ 960 (0,15 BTC ou 4,78 ETH), com a data de envio indicada em dezembro de 2018.

De acordo com o anúnciou oficial no Twitter, a empresa afirma que está buscando colaboração com "uma comunidade de desenvolvedores e entusiastas [...] para continuar criando segurança".

A HTC revelou seu plano de lançar o smartphone blockchain em maio de 2018. A empresa então prometeu que o Exodus 1 ofereceria suporte a "múltiplos protocolos blockchain", como o Bitcoin, Ethereum, Lightning Network (LN) e rede Dfinity, bem como uma carteira universal de criptomoedas.

Em julho, a HTC confirmou seus planos de instalar uma carteira de cripto nativa dentro de seu telefone. A empresa também anunciou que apoiaria o CryptoKitties, o popular jogo de aplicativos descentralizados baseados em Ethereum (DApp). Mais tarde, naquele mês, o fundador da Litecoin (LTC), Charlie Lee, revelou que consultaria a HTC na fabricação do smartphone blockchain.

No entanto, o atual Exodus 1 não é exatamente o que a HTC havia prometido anteriormente, como aponta a revista de tecnologia norte-americana The Verge. Quando anunciado em maio, como The Verge relata, o "diretor descentralizado" da HTC, Phil Chen, disse que cada telefone Exodus funcionaria como um "nó" para facilitar o comércio de bitcoins. Chen também afirmou na época que o telefone permitiria que os usuários “possuíssem [sua] identidade”.

O modelo disponível para pré-encomenda hoje evidentemente fornece uma carteira de cripto em um seguro são "protegidos do sistema operacional Android", como The Verge observa, mas os outros recursos prometidos estão supostamente em falta.