Média de taxas de Bitcoin aumentou quase 200% de março a abril, segundo Diar

A média de taxas de transações de Bitcoin (BTC) aumentou quase 200% em abril em comparação com março, segundo relatório lançado pela empresa de pesquisas cripto Diar em 6 de maio.

O relatório também destaca que os mineradores de Bitcoin faturaram US$ 13,7 milhões somente em taxas — alta de mais de 71% no valor de US$ 3,9 milhões — quantia que eles haviam feito em taxas durante o mês anterior. O total de faturamento com mineração em abril foi de US$ 291 milhões, alta de 30% de comparada com março.

O volume de transações on-chain teria aumentado 43% ao longo de abril resultando em blocos completos, enquanto a SegWit reuniu quase 40$ do total de transações por bloco e os blocos regularmente excederam o limite de um megabyte por bloco. Por comparação, o uso de SegWit foi de 26% em 2018.

O número de transações de Bitcoin na cadeia em abril chegou perto da alta histórica de 11,2 milhões de transações de dezembro de 2017, os tempos de confirmação de blocos de 1-2 são 84% mais baixos do que os vistos na época do pico, escreve a Diar. Além disso, a quantidade de BTC movimentada na cadeia ainda é um terço do valor quando comparada com a maior alta de todos os tempos.

As taxas ainda aumentariam substancialmente se a atividade atingisse o mesmo nível, com o relatório declarando:

“A Diar estima que com o atual nível de uso da SegWit, as taxas possam subir até 300%  se o movimento on-chain de Bitcoins se assemelhasse ao observado no final de 2017. ”

Finalmente, o relatório diz que as taxas deveriam ser 55% mais baratas que em dezembro de 2018, já uma vez que a SegWit está funcionando conforme o esperado. O Bitcoin implementou a SegWit em 2016 como forma de uma soft fork.

O relatório da Diar também ressaltou que os volumes de transação de Ether (ETH) em aplicações descentralizadas registraram uma nova alta.

Como o Cointelegraph noticiou ontem, o desenvolvedor de Bitcoin Pieter Wuille revelou duas propostas ao GitHub para uma soft fork Taproot, com objetivo de revelar menos informações depois da realização de uma transação de Bitcoin.