Deloitte relata mais de 26.000 projetos Blockchain lançados em 2016

A grande empresa de serviços profissionais Deloitte afirma que mais de 26.000 novos projetos baseados em tecnologia Blockchain foram lançados no repositório de código GitHub em 2016. O GitHub é uma plataforma de desenvolvimento que abriga códigos para mais de 86.000 programas Blockchain, incluindo grandes projetos como o Bitcoin.

Em seu relatório intitulado "Evolution of Blockchain Technology: Insights from the GitHub Platform" (Evolução da tecnologia Blockchain: Percepções da plataforma Github, em tradução livre), a Deloitte afirmou que o número de projetos Blockchain tanto por organizações quanto por usuários individuais na plataforma de desenvolvimento em 2016 é o maior até agora.

Em comparação, há menos de 15.000 iniciativas que foram lançadas em 2015. Enquanto isso, no primeiro semestre de 2017, havia quase 25.000 projetos que foram registrados na plataforma.

De acordo com a Deloitte, a maioria dos projetos, no entanto, tornou-se inativo no longo prazo e apenas oito por cento estão ativos até agora.

"A verdadeira realidade dos projetos de código aberto é que a maioria é abandonada ou não consegue uma escala significativa. Infelizmente, o Blockchain não é imune a essa realidade. Nossa análise descobriu que apenas oito por cento dos projetos estão ativos, o que definimos como sendo atualizados pelo menos uma vez nos últimos seis meses".

Destaques do relatório

Com base no referido relatório, a criptomeoda líder Bitcoin sem surpresas publicou o maior número de atividades, com 627 contribuintes totais e quase 12.000 seguidores. O Go Ethereum (Geth), entretanto, atraiu 149 colaboradores, bem como 5.603 seguidores até agora. O Geth é um cliente de software que é mantido pelo grupo sem fins lucrativos Ethereum Foundation.

O relatório também afirmou que a maioria das iniciativas Blockchain estão em grande parte inativas na plataforma de desenvolvimento. Também afirmou que as organizações são "um diferenciador positivo", pois 15 por cento dos projetos desenvolvidos por eles estão ativos.

Enquanto isso, apenas sete por cento das iniciativas lançadas pelos usuários estão ativas. O relatório também mostrou que San Francisco, Califórnia tem o maior número de proprietários no repositório GitHub, seguido de Londres, Inglaterra e Nova Iorque.