Uma nova criptomoeda resistente a computadores quânticos, é a promessa de David Chaum

O inventor de e-cash (dinheiro eletrônico) David Chaum revelou mais uma criptomoeda, que ele diz ser resistente a ataques de computadores quânticos.

Planos de Chaum para um apocalipse quântico

Em um post de blog publicado em 20 de agosto, Chaum defendeu a nova oferta, a Praxxis, que já passou por um processo de desenvolvimento de seis meses.

A nova blockchain segue do projeto Elixxir de Chaum, que foi lançado em setembro do ano passado e pretende interagir de perto com sua estrutura.

“O protocolo de consenso Praxxis supera simultaneamente os desafios de escalabilidade, privacidade e segurança enfrentados pelas blockchains herdadas, o 'trilema', para entregar a 'versão puramente peer-to-peer do dinheiro eletrônico' que Satoshi pediu nas primeiras palavras de seu whitepaper. E a moeda Praxxis também foi projetada para alavancar o poder da plataforma de proteção à privacidade de seu irmão Elixxir”, explica o post do blog.

Chaum é amplamente reconhecido como um dos pais do dinheiro digital, enquanto seus esforços nos últimos anos tornaram-se marcados como separados do próprio Bitcoin (BTC) em si.

Existe uma ameaça quântica?

O foco na resistência quântica se segue a um debate anterior sobre a suscetibilidade geral do Bitcoin aos ataques da nova geração de hardware.

Em 2017, comentaristas como Andreas Antonopoulos rejeitaram amplamente essas preocupações.

“É certo que a NSA já construiu computadores quânticos. O Google tem um em seu data center e, se tiver um, a NSA tem um que é dez vezes melhor”, disse ele em uma sessão de perguntas e respostas em março daquele ano, acrescentando:

“Eles usam isso para quebrar o Bitcoin? A resposta simples é 'não'"

Chaum lançou o Praxxis de maneira ambiente formal na terça-feira na Web3 Summit, em Berlim.