Dash decide atualizar o Dash Explorer para melhorar API

Michael Seitz, gerente de marketing do Dash, anunciou que o Dash Explorer será atualizado para o Insight em 7 de janeiro de 2020.

Em uma postagem no blog de 4 de dezembro, Seitz explicou que o Dash tomou a decisão interna de atualizar o atual explorer.dash.org, baseado na Abe application programming interface (API - interface de programação de aplicativos). A API antiga está supostamente "desatualizada e possui funcionalidade limitada em comparação com a API nova e aprimorada, Insight".

O Insight é um explorador de blockchain de código aberto, que será usado para carteiras da web e outros aplicativos que precisam de consultas mais avançadas sobre blockchain. Ele fornece aos usuários uma maneira conveniente de ler dados da rede Dash, para que possam criar seus próprios serviços com eles.

Seitz explicou ainda que essa atualização planejada afetará todos os usuários, pois a mudança da API, do Abe para o Insight, criará diferenças no software subjacente. Consequentemente, o Dash recomenda que os usuários atualizem seus aplicativos para garantir compatibilidade futura.

Comunidade Dash LatAm cessa operações

A Dash LatAm, uma organização que promoveu a adoção da criptomoeda Dash na América Latina, anunciou no final de outubro o fechamento definitivo de suas operações em oito países e 20 cidades. A Dash LatAm já atuava na Colômbia, Venezuela, Peru, Equador, Guatemala, Brasil, Espanha e Trinidad e Tobago.

O diretor executivo da Dash Latam, George Donnelly, disse na época que a Dash Latam decidiu fechar após ficar sem financiamento, o que levou Donnelly a demitir aproximadamente 80 funcionários e interromper as operações.

Dash é retirado das exchanges da Coréia do Sul

Também em outubro, a exchange de criptomoedas OKEx Korea, anunciou o fim das negociações do Dash em sua plataforma, juntamente com outras moedas, devido a preocupações regulatórias. A OKEx Korea recebeu uma solicitação para encerrar o suporte à transação e revisar a conformidade do Dash com as 'Regras de Viagem', de acordo com as recomendações da Força-Tarefa de Ação Financeira.

A UPbit, a maior exchange de criptomoedas da Coréia do Sul, já havia retirado o Dash, em setembro, devido a preocupações com lavagem de dinheiro. A UPbit disse em um comunicado: "A decisão de encerrar o suporte comercial ao ativo digital também foi tomada para bloquear a possibilidade de lavagem de dinheiro e entrada de redes externas".