CSO da Binance diz que Bitcoin pode chegar a US$ 100.000 mas 'temporada das altcoins' pode não acontecer

O CSO da Binance, Gin Chao, afirmou que o Bitcoin pode chegar a valer US$ 100.000 no ciclo de alta que começou este ano. A revelação foi feita durante uma entrevista dada à BlockTV. 

O executivo da Binance, no entanto, não espera que esse avanço parabólico no preço do BTC seja replicado no mercado de altcoins. O chefe de estratégia da gigante das exchanges acredita que a dominância do Bitcoin em relação às outras criptomoedas tende a aumentar.

No mundo das criptomoedas, altcoin é o nome dado às criptomoedas diferentes do Bitcoin. O nome vem da contração do termo em inglês para moedas alternativas.

Para Chao, a história favorece o Bitcoin ao considerar a possibilidade de outra subida íngreme nos gráficos de preços. Durante a entrevista, o CSO Binance declarou:

"Se você olhar para padrões históricos, provavelmente verá novas altas pelo menos para o Bitcoin na faixa de US$ 50.000 até US$ 100.000."

De acordo com Chao, o mercado de alta de 2017 viu um alto grau de correlação entre diferentes criptomoedas. O consenso é que a campanha publicitária de varejo em todo o mercado alimentada por ofertas iniciais de moedas (ICOs) elevou o valor total de mercado de um modo atípico.

Com relação às altcoins, a previsão de Chao é pessimista, e ele diz que uma nova altseason - nome dado ao período de alta das altcoins - é improvável. 

A alta do Bitcoin para US$ 13.800 em junho de 2019 viu os preços das altcoins em relação ao Bitcoin cairem substancialmente. Mesmo grandes criptomoedas como o Ethereum (ETH) e a Litecoin (LTC), que estavam em ascensão, sofreram grandes quedas enquanto o BTC subiu para uma nova máxima de 2019.

O analista Tom Lee, da Fundstrat, também afirmou que, devido a alta volatilidade das criptomoedas, uma abordagem de longo prazo é aconselhada aos novos investidores deste mercado.