Executivo crypto: Queda de preços vai continuar, com Bitcoin chegando aos US $ 3.000

Michael Moro, CEO da Genesis Trading e da Genesis Capital Trading, disse que o preço do Bitcoin (BTC) pode chegar a US $ 3.000 em entrevista à CNBC, em 23 de novembro.

Falando no “Squawk Box”, da CNBC, Moro sugeriu que a criptomoeda líder perderia outros 30% antes de chegar a US $ 3.000. Moro disse: "Você realmente não encontrará [o chão] até que você acerte o nível 3K."

Moro abordou os pequenos níveis de resistência, dizendo que não acredita que o preço do BTC possa se estabilizar em “meados dos 3 mil”, também observando que o nível de US $ 4.000 foi testado duas vezes nos dias anteriores.

O operador de criptos disse que os investidores de longo prazo estão mais preparados para lidar com a queda do BTC e esperar até que o preço se recupere, enquanto ao mesmo tempo aconselha a não comprar a criptomoeda no momento da queda:

"Esse é o quinto ou o sexto desconto de 75% que vimos nos 10 anos de história do Bitcoin. Então, se você tem essa lente de longo prazo, não acredito que os investidores institucionais realmente se importem com o fim do preço do Bitcoin em 2018, simplesmente porque estão olhando para as coisas daqui a três a cinco anos.”

Quando perguntado sobre o que o baixo preço do Bitcoin poderia significar para os mineradores, Moro sugeriu que o custo de mineração de um bitcoin cairia porque "a taxa de hash caiu".

O recente declínio do mercado de criptomoedas resultou em uma queda similar na rentabilidade da mineração e forçou as operadoras chinesas a vender seus dispositivos de mineração com prejuízo. Algumas máquinas de mineração estão sendo vendidas no mercado de segunda mão por apenas 5% de seu valor original.

O preço do Bitcoin continuou caindo, juntamente com o restante do mercado de criptos, desde a atualização da rede (hard fork) do Bitcoin Cash (BCH) que ocorreu em 15 de novembro.

No início desta semana, Lou Kerner, sócio da firma de capital de risco CryptoOracle, comparou a atual queda nos preços dos criptos com a explosão das empresas pontocom no início dos anos 2000. Kerner afirmou que as moedas fortes devem ser vistas como as grandes empresas que surgiram da bolha das pontocom, como a Amazon.

Além disso, o investidor disse que o Bitcoin é “a maior reserva de valor já criada” e ultrapassará o ouro ao longo do tempo. Quando perguntado sobre o que poderia estar por trás da recente recessão, Kerner argumentou que “a criptomoeda tem sido tão fraca porque [para] a maior parte dela não há valor subjacente além da confiança”.