Setor de criptos é pequeno demais para afetar a estabilidade financeira alemã, diz comitê do governo

Um relatório do Financial Stability Committee (AFS) do Bundestag alemão descobriu que as criptomoedas não representam uma ameaça à estabilidade financeira do país, informou o Cointelegraph auf Deutsch em 27 de junho.

O estudo observa alta volatilidade nos mercados de criptos e afirma que "eles não têm aceitação geral e os custos de transação são muitas vezes relativamente altos":

"Como o setor ainda é pequeno e os bancos, seguradoras e fundos estão pouco envolvidos, as implicações de estabilidade dos criptos têm sido limitadas até o momento, apesar da alta volatilidade dos preços e do aumento acentuado da capitalização do mercado".

Segundo o relatório, as criptomoedas são principalmente objetos especulativos. O comitê os define como "cripto-tokens" em vez de "moedas" porque, na opinião deles, "cripto-tokens" não cumprem as três funções do dinheiro. De acordo com o AFS, eles não servem como meio de pagamento na vida cotidiana, uma reserva de valor ou uma unidade de cálculo.

Embora o comitê não veja as criptomoedas como uma ameaça à estabilidade financeira, a agência pretende monitorar mais desenvolvimentos nessa área devido à alta taxa de crescimento de “criptos”.

"A conexão com o sistema financeiro tradicional pode se tornar mais rigorosa no futuro, por exemplo, se a negociação de derivativos criptos em bolsas de valores reconhecidas, como os contratos futuros Bitcoin, se estabelecerem no segmento. O Comitê, portanto, monitorará novos desenvolvimentos, mas atualmente não vê razão para intervir por razões macroprudenciais".

O relatório recente reitera as declarações feitas em meados de junho, quando representantes do governo federal alemão disseram que as criptomoedas não desempenham um papel importante no sistema financeiro global porque o volume de transações de ativos cripto é muito pequeno.