Mercados cripto experimentam ligeira correção, mas BTC ainda está rondando os US $ 9.000

Os mercados de cripto estão tendo uma pequena correção, com o Bitcoin (BTC) caindo abaixo de US $ 9.000 hoje, 1º de maio, de acordo com dados do índice de preços da Cointelegraph. Os mercados seguiram o exemplo, com todas menos umadas 10 maiores moedas no vermelho.

Chart

Market visualization from Coin360

O BTC está atualmente sendo negociado a cerca de US $ 8.995, queda de apenas 2% nas últimas 24 horas anteriores à publicação deste texto.

Ethereum (ETH) também está levemente abaixo, negociado a cerca de US $ 664 no momento do texto, queda de 3% no períod de 24 horas.

Chart

Das dez maiores moedas do CoinMarketCap, apenas a altcoin Stellar (XLM) está no azul. O XLM está sendo negociado em torno de US $ 0,44, mais de 3% no dia.

O Bitcoin Cash (BCH) está em baixa na maioria das dez principais moedas, tendo 6% de perdas em um período de 24 horas e sendo negociado por cerca de US $ 1.305. O viés de baixa do BCH pode ser atribuído à notícia de um recém-criado grupo de apoiadores do Bitcoin que planeja abrir processos alegando que o Bitcoin.com está enganando os operadores de cripto para que comprem BCH quando pretendem comprar BTC.

O fundador do Litecoin (LTC), Charlie Leeanalisou a questão no Twitter, inicialmente chamando a ação de "estúpida", mas depois mudou de ideia, após que uma mudança ser feita no site do Bitcoin.com:

Retiro minha declaração chamando o processo de estúpido. Acabei de descobrir que Roger mudou o site de volta para listar o bcash como "Bitcoin Cash (BCH)" em vez de apenas Bitcoin. Então, para isso, o processo já fez algum bem. Então continuemos!

IOTA está agora no 11º lugar no CoinMarketCap após o Financial Times (FT) reportar na semana passada várias alegações de assédio on-line contra a Fundação IOTA, notícias que evidentemente levaram a Universidade College de Londres a cortar relações com a fundação, citando seu compromisso de “pesquisa de segurança aberta”. A IOTA perdeu 13% desde 25 de abril, quando o FT publicou seu artigo. Hoje, a moeda está em queda de 3,45 por cento, sendo negociada a US $ 1,90.