Casa de câmbio Bitfinex não apoiará o Petro venezuelano, seguindo a proibição do governo dos EUA

A casa de cambio digital baseada em Hong Kong- Bitfinex emitiu uma declaração pública hoje, 27 de Março, afirmando que a plataforma não vai mais suportar o token Petro (PTR) baseado no petróleo, lançado pelo governo da Venezuela em Fevereiro deste ano.

"Declaração sobre o token venezuelano Petro (PTR)​"

Em um post em seu blog, em 27 de Março, a Bitfinex, a quarta maior plataforma de trocas do mundo por volume de mercado de 24 horas, explicou sua decisão citando o fato de que tos EUA haviam recentemente proibido que todos os cidadãos adquirissem o Petro, bem como qualquer outra moeda digital venezuelana que pudesse ser introduzida no futuro. A plataforma tambºem escreveu que vê a moeda como tendo uma “utilidade limitada.”

“Nós não temos planos de incluir o Petro PTR ou tokens similares na plataforma de troca Bitfinex. À luz das sanções dos EUA e dos outros riscos de sanções explícitas de negociação com esses produtos, a Bitfinex não listará ou transacionará o PTR ou outros tokens digitais semelhantes ”

A equipe da Bitfinex comentou que as restrições são aplicáveis para todos os clientes da plataforma, não somente usuários dos EUA. Eles também frizaram as restrições para todas as atividades de serviços, como “depósitos, financiamentos, trocas e saques.” A plataforma também adicionou que isso vale para todos os “contratantes e empregados”, não importanto a localização, são todos proibidos de trabalhar com o Petro.

Hoje, 27 de Março, a Cointelegraph reportou que um oficial do governo russol disse aos repórteres que o Petro não foi oferecido para pagar débitos da Venezuela para com a Rússia.