Desenvolvedor cripto levanta US$ 4 milhões da Samsung e outras empresas para lançar carteira sem chaves privadas

A desenvolvedora israelense de criptomoedas KZen levantou US$ 4 milhões de apoiadores incluindo a sul-coreana gigante das eletrônicas Samsung, segundo publicou a agência de notícias The Block em 17 de abril.

O produto da empresa, o app de carteiras de smartphone ZenGo — atualmente em fase de testes beta — busca simplificar o uso da custódia de carteiras para usuários de criptomoedas iniciantes.

Usando uma combinação que une armazenamento de chaves e função de segurança biométrica, a empresa espera que os usuários se beneficiem com uma interface simples enquanto não precisam confiar em terceiros ou eles mesmos para guardar suas chaves privadas e outras informações sensíveis.

Um smartphone e armazenamento em núvem formam os dois pontos de informação necessários para acessar uma transação, parte de uma configuração chamada assinaturas de limite.

“A ZenGo usa usa criptografia de princípop de código aberto para substituir a chave privada e todos os problemas relacionados ao gerenciamento seguro de carteiras sem custódia ”, disse o CEO e cofundador, Ouriel Ohayon, em um post de 15 de abril. Ele disse:

“Nossa solução elimina os pontos de tensão típicos da plataforma e de backup e faz isso sem a existência de um único ponto de falha ”.

Outros patrocinadores da rodada de investimentos incluem a Elron e a Benson Oak Ventures.

O produto se baseia em uma tendência que a startup de custódia Casa começou com seu aplicativo móvel, o Keymaster. O Casa, no entanto, suporta apenas Bitcoin (BTC), enquanto o ZenGo não limita os usuários a tokens específicos.

Sobre o aspecto da segurança do servidor em núvem necessário para que as transações funcionem, Ohayon disse ao The Block que procedimentos de backup extra podem aparecer depois do lançamento.

A versão beta privada está atualmente disponível em iOS, com uma equivalente de Android a ser lançada em breve.