Exchange Tagomi facilita negociações com derivativos de Bitcoin e Ethereum

A plataforma de exchange de criptomoedas de Nova York, Tagomi, permite que seus usuários emprestem ou tomem emprestado Bitcoin (BTC) e Ether (ETH) para facilitar negócios.

A Bloomberg Quint informou em 12 de setembro que a troca visa facilitar o shorting, oferecendo acesso imediato a várias opções a partir de uma única plataforma.

Operando vendido em criptomoedas

De acordo com o relatório, para realizar operações vendidas (shorting) com criptoativos, os traders atualmente precisam “ligar para uma série de corretoras e mesas de negociação para encontrar as melhores taxas para empréstimos e arriscar no mercado, se movendo contra eles durante o tempo necessário para negociar”. O oficial de operações Kevin Johnson comentou sobre a dificuldade de aplicar essas estratégias à criptografia:

“Em outros tipos de ativos, isso seria feito com um clique, mas em criptomoedas é muito longo e tedioso tentar colocar um pouco de ação.”

Shorting: parte do quebra-cabeça

Dennis Chou, diretor de negociação da Pantera Capital, observou que a capacidade de shorting é importante para os traders. Ele observou que não é apenas útil para aqueles que desejam apostar contra as criptomoedas, mas também para aqueles que buscam aplicar estratégias quantitativas, transações de valor relativo e cobertura. Ele comentou:

“O espaço cripto é volátil, por isso, se você não usar o shorting, está faltando parte do quebra-cabeça.”

Como a Cointelegraph informou no final de março, o Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York concedeu um BitLicense à Tagomi.