Cofundador do LinkedIn sobre banimento de propagandas de cripto e sua nova “Meta Social Network”

O título deste artigo foi atualizado para evitar erros de interpretação.

 

A Cointelegraph teve a chance de conversar com Eric Ly, investidor e empresário chinês-americano e cofundador do LinkedIn, onde por anos ele também serviu como CTO fundador.

No início de sua carreira, Eric ocupou cargos técnicos em empresas proeminentes como NeXT, IBM ou General Magic, de Steve Job, antes de cofundar o LinkedIn com seu colega de Stanford e outros colegas em 2002. Entre outras coisas, Eric era responsável pelo desenvolvimento, integrações de software com software, como navegadores da web e Microsoft Outlook. Eric deixou o LinkedIn em 2006 para desenvolver seus próprios projetos.

Agora, Eric está lançando um sistema de reputação em torno do ecossistema da oferta inicial de moedas (ICO), que visa ajudar as pessoas a tomar decisões confiáveis ​​ao comprar e vender algo.

Conversamos sobre o novo projeto de Eric, o papel da reputação nas comunicações cotidianas, mídias sociais e desenvolvimento de criptomoedas.

Sobre os recentes anúncios de criptomoedas proibidas por redes sociais e gigantes da Internet como Facebook, Google, Twitter

Acredito que esse tipo de plataforma seja uma abordagem conservadora de proteção para eles mesmos. Recentemente, a Securities and Exchange Commission (SEC) tem feito muitas perguntas e intimações para informações de pessoas e empresas. Acredito que essa é uma medida protetora de muitas dessas empresas para não se engajar em novas formas de não publicidade, mas atividades de ICOs, elas provavelmente querem evitar interações potencialmente incertas com a SEC.

Mas eu acredito que este é um período temporário porque, como muitos domínios, a publicidade tem um incentivo para suportar tantos domínios quanto possível. Assim, quando a regulamentação se esclarecer, acredito que chegará um tempo novamente quando anúncios dessa natureza em torno