Braço de capital de risco da Comcast é otimista sobre Bitcoin e Blockchain

Gil Beyda, diretor-gerente do braço de capital de risco da Comcast, apareceu na CNBC hoje, 26 de abril, com uma perspectiva otimista para o Bitcoin e aplicações reais da tecnologia blockchain.

A Comcast Ventures já investiu em startups blockchain e quatro dos parceiros da empresa estão focados em investimentos em blockchain.

Beyda enfatizou que as criptomoedas podem ter um impacto significativo nas economias subdesenvolvidas, com populações desbancarizadas ignorando o setor financeiro tradicional e movendo-se diretamente para uma economia baseada em criptomoeda. Ele acrescentou que o combate à fraude eleitoral pode ser uma grande aplicação do mundo real para o blockchain.

No entanto, Beyda diz que, “o blockchain ainda está esperando por esse aplicativo matador”. Beyda admite que a tecnologia já tem grande potencial disruptivo em áreas como distribuição de conteúdo, e-commerce e rede social. No entanto, ele espera que ainda vai levar “um ano ou dois” para que uma aplicação totalmente nova seja imaginada e ditada pelas possibilidades da própria tecnologia.

Beyda antecipa a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) para em breve aperfeiçoar seus regulamentos para trazer as Ofertas Iniciais de Moedas (ICO) sob sua jurisdição. Ele também aconselhou os investidores a dedicar apenas 5% de seu portfólio à cripto, dizendo que ele prosseguiria com "muita cautela", em meio à volatilidade do mercado.

Em janeiro, a Cointelegraph informou que a empresa de investimento em capital de risco blockchain em 2018 já está a caminho de superar os números de 2017. No início deste mês, a Venrock, braço oficial de capital de risco da família Rockefeller, anunciou sua parceria com a Coinfund, empresa de pesquisa em ivestimento cripto e blockchain.