CoinMarketCap lança API paga 'profissional' para desenvolvedores e fundos

A CoinMarketCap.com (CMC), empresa especializada em rastreamento de dados de cripto, lançou uma API paga e profissional, destinada a desenvolvedores e fundos, de acordo com um anúncio oficial publicado em 1º de agosto.

O novo produto, apelidado de CMC Pro, visa servir como um "pipeline" chave que fornecerá dados precisos e diferenciados para desenvolvedores e fundos em preços de produtos de cripto, capitalização de mercado, conversões e dados de pares agregados de múltiplas trocas.

De acordo com o comunicado da CMC, os novos recursos oferecidos no CMC PRO são cobertos por uma taxa, e estão divididos entre o acesso “amador” que começa em US $ 79 por mês e um contrato “profissional” que começa em US $ 699 por mês. Essa última opção é comercializada como “melhor para dimensionar projetos de cripto” e estende os dados históricos disponíveis ao longo de um período de cinco anos.

A CMC apresenta sua nova API como uma resposta à diversificação de novos produtos de cripto, bem como ao crescente número de fundos institucionais que investem na indústria nascente. O projeto observa que a API passou por uma fase de teste beta de um mês pelos usuários antes do lançamento de hoje.

A nova API também acompanha os mercados de derivativos baseados em criptmoedas, com suporte para futuros, opções e bolsas de balcão (over-the-counter - OTC).

No início deste mês, a CMC anunciou seu movimento inicial para introduzir grandes mudanças em seu método de listagens de câmbio, à luz das preocupações com dados distorcidos de volume de negócios. O site atribuiu as questões de dados de volume tanto ao novo modelo de "mineração de taxas de transação" que foi recentemente adotado por algumas bolsas, quanto a "volumes artificiais" e às chamadas "negociações de lavagem" praticadas por certos atores no espaço.

À medida que continua a reformular sua plataforma, a CMC, com cinco anos de existência, registrou um crescimento em espiral, com mais de 60 milhões de visitas exclusivas de janeiro a maio deste ano.