Patente da Coinbase mostra que casa de câmbio está refinando a segurança dos pagamentos em Bitcoin

Uma patente da casa de câmbio cripto e fornecedora de carteira cripto dos EUA Coinbase propõe um novo mecanismo para garantir ainda mais os pagamentos em Bitcoin (BTC), de acordo com um documento publicado pelo Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO) em 14 de agosto.

A patente alega que os sistemas existentes não tratam adequadamente das preocupações de que “as chaves privadas dos endereços de Bitcoin [dos usuários] podem ser roubadas de suas carteiras”, ao fazer pagamentos e, em particular, ao fazer o check out em uma página de comerciante.

A Coinbase está, portanto, solicitando a patente de uma solução chamada “key ceremony”, que envolveria criptografar frases privadas de usuário em “compartilhamentos de chaves mestras”. Essas ações são então combinadas em uma “chave mestra operacional” que seria usada para gerar uma chave privada criptografada no checkout e, em seguida, uma chave privada descriptografada ao assinar transações.

O sistema proposto também permitiria aos administradores implantar uma "lógica de congelamento" para suspender todos os processos de pagamento em caso de um alerta de segurança.

A patente também propõe um método de geração de chave de aplicação de programação de interface (API) para fornecer uma camada extra de segurança quando o sistema é usado na web. Conforme descreve a patente, a API seria armazenada em duas partes, uma no serviço da Web da Coinbase e a outra no servidor do usuário/host. As transações seriam confirmadas "somente se a chave da API recebida do servidor da Web corresponder à chave da API armazenada pelo serviço".

Como a Coinbase procura reforçar a segurança dentro de transações de cripto, a MasterCard tem buscando recentemente uma patente que usaria o blockchain para proteger as credenciais de pagamento do consumidor no ponto de venda.