Coinbase abre escritório na Irlanda como parte do Plano de Contingência do Brexit

A casa de câmbio cripto sediada em São Francisco Coinbase abriu um novo escritório em Dublin, Irlanda, de acordo com um anúncio publicado em 15 de outubro. Além de ajudar a expandir suas operações na Europa, os novos escritórios irlandeses são supostamente parte de um plano de contingência para quando o Reino Unidodeixar a UE.

Pelo anúncio, a equipe de Dublin assumirá várias novas funções relacionadas a negócios, enquanto Londres permanecerá como o principal escritório da Coinbase na Europa. O ministro irlandês de Serviços Financeiros e Seguros, Michael D'Arcy, comentou sobre a expansão da casa de câmbio:

“Estou muito contente que a Coinbase esteja abrindo um escritório em Dublin. Esta decisão destaca a oferta competitiva e atratividade da Irlanda para serviços financeiros.”

O CEO da Coinbase no Reino Unido, Zeeshan Feroz, disse ao Guardian que a empresa está tentando capitalizar o conjunto de talentos disponível na Irlanda. A Feroz acrescentou ainda que o escritório irlandês permitiria que a Coinbase atendesse seus clientes na UE se o Reino Unido sair:

“É também um plano B para o Brexit. À medida que planejamos todas as eventualidades, é importante continuarmos a atender nossos clientes em toda a Europa, e a Irlanda seria nossa escolha preferida se isso acontecesse.”

Como reportado anteriormente, no caso de um eventual Brexit, o Reino Unido e a UE concordou em deixar a fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda aberta. No entanto, o Reino Unido pretende deixar a união aduaneira com a UE.

O ministro britânico das Finanças, Philip Hammond, expressou a esperança de que a tecnologia blockchain possa ajudar a assegurar um comércio pós-Brexit entre o Reino Unido e a UE, permitindo que o movimento do produto seja registrado de forma transparente e sem alterações.

Em dezembro do ano passado, o grupo de consultoria digital Reply publicou um estudo chamado "Blockchain for Brexit", onde forneceu uma análise perspicaz de como blockchain poderia ajudar com pós-Brexit Rino Unido-UE. comércio. "A principal contribuição da blockchain aqui é [estabelecer] uma trilha de dados robusta e segura para os produtos", diz o relatório, argumentando que tal trilha "reduziria a necessidade de inspeções na fronteira".

A própria Irlanda ganhou uma reputação na Europa como um centro para a indústria de tecnologia, devido em parte aos seus baixos impostos corporativos e medidas proativas para trazer negócios para o país. Em junho, a IDA Ireland, uma agência governamental responsável por atrair investimentos estrangeiros diretos, iniciou uma iniciativa para promover o investimento e o desenvolvimento de blockchain no país.

Em maio, acadêmicos da Universidade Nacional da Irlanda, Galway, conclamaram o governo a promover blockchain no país, argumentando que o impacto potencial da tecnologia no crescimento econômico poderia transformar as operações comerciais e governamentais. A Irlanda também é signatária da European Blockchain Partnership, criada pela Comissão Europeia nesta primavera.