Coinbase lança programa para educar os usuários sobre a cripto "além do Bitcoin"

A Coinbase, uma grande fornecedora de serviços de exchange e cripto com base nos EUA, lançou um projeto educacional que permite aos usuários ganhar criptomoedas à medida que aprendem sobre o assunto. O programa, apelidado de "Coinbase Earn", foi anunciado em um post no blog oficial em 19 de dezembro.

O Coinbase Earn foi lançado em um modo somente para convidados, com um foco inicial em um ativo digital, o token ERC-20 0x (ZRX). A ideia central, descreve o post, é que os usuários entendam mais sobre a utilidade de um ativo e sua tecnologia subjacente, enquanto obtêm um pouco do ativo para experimentar.

A Coinbase continua a explicar que, depois de realizar uma pesquisa entre seus clientes e o público em geral, descobriu que:

“Uma das maiores barreiras que impedem as pessoas de explorar um novo ativo digital é a falta de conhecimento sobre esse ativo. Muitas das pessoas que entrevistamos expressaram um forte desejo de começar a aprender sobre novos e diferentes ativos de cripto além do Bitcoin, mas não sabiam por onde começar.”

A exchange propõe que a solução da lacuna de conhecimento possa, assim, promover a educação cripto e ampliar a participação no mercado, com usuários que ganham pequenas quantidades de uma determinada cripto à medida que completam tarefas educacionais e acumulam conhecimento.

Embora tradicionalmente, observa a Coinbase, os usuários obtenham cripto por meio de mineração ou compras, o novo esquema educacional não exige nem o poder de computação nem o poder de compra inicial que os outros tipos de entrada no mercado exigem.

Para a primeira iteração do projeto, o financiamento é proveniente do pool de desenvolvimento externo 0x, e a Eexchange declara que, no futuro, ele experimentará outras tarefas educacionais criadas por outras partes - “não necessariamente criadas pelos próprios desenvolvedores de recursos”.

Conforme relatado, o ZRX foi listado na plataforma de negociação profissional da Coinbase, a Coinbase Pro, em meados de outubro.

A Coinbase não é o único grande player da indústria de cripto a lidar com a educação; No início deste mês, Binance lançou uma coleção de conteúdos educacionais contendo quase 500 artigos, a fim de fornecer informações “imparciais” sobre cripto e blockchain.

Também neste outono, o cofundador da Ethereum (ETH), Joseph Lubin da ConsenSys - uma startup e incubadora blockchain - fez uma parceria com a plataforma de educação on-line Coursera para oferecer um programa de educação blockchain.

Na frente de proteção do investimento, os reguladores em todo o mundo - da China aos EUA - estão planejando iniciativas educacionais para melhor informar e proteger os participantes do mercado.

Neste verão, um grupo de professores da Universidade de Oxford avançou com planos não apenas de educar o público sobre blockchain, mas de usar a tecnologia como base de uma instituição de ensino superior.