A casa de cripto-câmbio Coinbase vai lançar a tão aguardada atualização SegWit em algumas semanas

A casa de câmbio de criptomoeda Coinbasetweetou segunda-feira, 5 de fevereiro, que em breve implementarão a atualização de escalabilidade Segregated Witness (SegWit) para endereços do Bitcoin, o que ajudará a reduzir os tempos de transação e taxas para enviar e receber Bitcoin (BTC).

Embora estejam nos estágios finais de testes para a implementação do SegWit, a Coinbase lembrou aos clientes que priorizavam a segurança e o desempenho em relação aos novos recursos, ligando-se a sua Publicação no blog de 2017 sobre o tópico.

Nossa equipe de engenharia iniciou a fase final de testes do SegWit para o Bitcoin na Coinbase. Envios/recebimentos compatíveis com a SegWit serão disponibilizados para os clientes nas próximas semanas. Nós escrevemos sobre o SegWit no nosso blog:

A Coinbase anunciou pela primeira vez a a decisão de adicionar a atualização do SegWit no início de dezembro de 2017. A atualização, introduzida pela equipe de desenvolvimento do Bitcoin Core em agosto de 2017, trata do problema de escalabilidade do Bitcoin, reduzindo o tamanho das transações.

Ao mover as "witness" para o final de cada transação, resolve-se o problema de maleabilidade do Bitcoin que é propício para soluções de segunda camada, como a Lightning Network.

As carteiras de cripto populares Trezor e Ledger atualizaram para o SegWit logo após a versão de agosto.

Os tempos de transação lentos e o congestionamento da rede têm afetado os comerciantes de Bitcoin nos últimos meses, com alguns negócios baseados em Blockchain se afastando do BTC devido a taxas de transação cada vez maiores.

A Conferência do Bitcoin da América do Norte teve que parar de aceitar os pagamentos de criptomoedas para a conferência no início de janeiro, citando que o "congestionamento da rede e o processamento manual" tornariam impossível cumprir os prazos de impressão.

O engenheiro de software e cypherpunk Jameson Lopp em meados de janeiro culparam os serviços de criptomoedas como a Coinbase, Blockchain e Gemini por causar congestionamento de rede por estarem "usando espaço dos blocos ineficazmente":

Não é uma nova revelação que uma causa significativa do congestionamento da rede bitcoin são os serviços populares como @blockchain, @coinbase e @gemini que estão usando o espaço do bloco ineficientemente. Se você não quer contribuir com o problema, não use-os.

Os clientes da Coinbase tinham iniciado uma petição há um mês para que a atualização do SegWit se tornasse uma prioridade para a Coinbase, obtendo eventualmente mais de 12.000 assinaturas. Com o tweet de 5 de fevereiro, a petição adicionou uma atualização:

"Coinbase finalmente nos ouviu e atualmente está priorizando a implementação do SegWit sobre novos recursos! [...] Estamos no rumo para um futuro melhor para Bitcoin :)"