CEO da Coinbase lança iniciativa beneficente para ajudar pessoas em mercados emergentes

O CEO da casa de câmbio de criptomoedas Coinbase Brian Armstrong anunciou o lançamento de uma iniciativa de caridade para “fortalecer financeiramente as pessoas distribuindo criptomoedas globalmente”, de acordo com um post publicado em 27 de junho.

A iniciativa sem fins lucrativos GiveCrypto.org pretende levantar fundos de proprietários de cripto e distribuir pequenas quantias para as pessoas que vivem em mercados emergentes, mais especificamente para aqueles que passam por crises financeiras. De acordo com o anúncio, a iniciativa visa “ajudar as pessoas necessitadas, enviando dinheiro diretamente para elas”, “promover o uso no mundo real e os benefícios da criptomoeda” e “fornecer acesso universal a um sistema financeiro aberto”. Armstrong escreveu na postagem de blog:

“Começaremos com transferências de dinheiro direto na forma de criptomoeda. Um número crescente de evidências mostra que as transferências de renda direta são uma forma muito eficaz de doação, pois aumentam a renda das pessoas, estimulam o consumo de alimentos e a diversidade alimentar, e estão vinculadas a melhor atendimento escolar, atendidmento de saúde, poupança doméstica e investimentos em produtividade. ativos".

O objetivo do GiveCrypto.org é inicialmente formar um fundo de US $ 10 milhões, dos quais US $ 3,5 milhões já foram levantados. Assim que o fundo for estabelecido, a casa de câmbio formará uma equipe para gerenciar a distribuição de pagamentos por meio dos chamados “embaixadores”, que são voluntários locais em mercados específicos.

A GiveCrypto disse que também experimentará outros métodos de distribuição de fundos doados, como trabalhar com organizações sem fins lucrativos já estabelecidas na área, e construir um aplicativo para rastrear a distribuição. De acordo com o anúncio, a organização espera obter insights sobre se os pagamentos são úteis para os destinatários, como os fundos são trocados em moeda local e como os fundos acabam sendo utilizados.

Em julho de 2015, a Fundação Bill e Melinda Gates financiou a Bitsoko, startup de blockchain baseada em Gana, que se concentrava em promover a aceitação generalizada de dinheiro móvel por pequenos comerciantes. A tecnologia e as oportunidades que a Bitsoko traria para a África pretendiam impulsionar o desenvolvimento e a melhoria contínua da infraestrutura financeira no Quênia e na África.

No mês passado, o ator Ashton Kutcher doou US $ 4 milhões em Ripple (XRP) ao Ellen Degeneres Wildlife Fund, que foi criado para apoiar os esforços globais de conservação de espécies criticamente ameaçadas. A IBM e a Global Citizen, uma ONG dedicada a aliviar a pobreza, anunciaram o patrocínio de um concurso para uma plataforma blockchain de doação de caridade. O objetivo da iniciativa é garantir que os fundos doados sejam utilizados de maneira efetiva e eficiente.