A cripto exchange Coinbase adquire uma startup de tecnologia com sede em San Francisco

A principal cripto exchange e de cédulas, a Coinbase, adquiriu a startup de tecnologia Blockspring, apoiada por Andreessen Horowitz. A compra foi revelada em um post publicado no dia 14 de janeiro.

A Blockspring, sediada em São Francisco, produz ferramentas que permitem aos desenvolvedores coletar e processar automaticamente informações de interfaces de programação de aplicativos (APIs).

Em 2015, a empresa arrecadou US$ 3,4 milhões em uma rodada liderada pela empresa de capital de risco Andreessen Horowitz e a empresa de investimentos em estágios iniciais SV Angel, além de contar com o apoio do fundo de risco Y Combinator.

Após a aquisição, a Blockspring continuará operando como uma entidade independente, enquanto quaisquer alterações em seus negócios não serão vinculantes para os atuais e novos clientes da empresa.

No mês passado, a Cointelegraph informou que um novo pedido apresentado pela Coinbase com o Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO) revelou que a exchange está tentando registrar o termo "BUIDL".

O aplicativo revelou que as soluções de software como serviço (SaaS) da Coinbase incluiriam “software para gerenciar, comprar, vender, armazenar, transacionar, trocar, enviar e receber moeda virtual”. Mais tarde, em dezembro, foi relatado que a Coinbase decidiu retirar sua aplicação.

Em agosto, a Coinbase adquiriu a startup Distributed Systems Inc., sediada em San Francisco, que trabalha com soluções de identidade descentralizadas. Com a nova aquisição, a Coinbase trabalhará em direção a um sistema de identidade descentralizado que "permitirá que você prove que possui uma identidade ou que tem um relacionamento com a Administração da Seguridade Social, sem fazer uma cópia dessa identidade".

De acordo com dados da CoinMarketCap, a Coinbase está classificada como a 39ª maior exchange do mundo, com quase US$ 68 milhões em volume diário de negociação no momento da imprensa.