Brian Kelly do programa Fast Money da CNBC: O Bitcoin é como a

Brian Kelly, do canal Fast Money da CNBC, comparou a criptomoeda à “Internet nos anos 80”, enfatizando que o Bitcoin (BTC) ainda está em seus estágios iniciais em uma entrevista de 13 de abril no bloco de negócios da CNBC.

Quando perguntado sobre o potencial do Bitcoin, Kelly respondeu que, embora ele achasse que a criptomoeda era comparável à Internet em 1995, ele agora entende que uma comparação melhor está mais atrasada:

"Eu acho que essa tecnologia vai funcionar, vai mudar o jogo, mas é muito cedo, para que possamos ter essa enorme volatilidade."

Kelly compara o Bitcoin às primeiras empresas de Internet Cisco e Microsoft , igualando o Bitcoin aos protocolos de roteador e Internet da Cisco. No entanto, Kelly sublinha que é incorreto pensar no Bitcoin como uma empresa ou uma ação:

"Este é um software de código aberto, você não pode pensar nisso como uma empresa, e é aí que as pessoas cometem o seu erro (...) Isto não é uma ação, não é uma empresa. ”

A queda de preços do Bitcoin desde o ano novo foi atribuído pelo Tom Lee da Fundstrat à um contribuinte ter realizado uma grande venda nos EUA antes do dia do imposto, em 17 de abril. De acordo com a entrevista, Kelly concorda com a análise de Lee, acrescentando que "saberemos presumivelmente depois de 17 de abril, se conseguirmos manter esses ganhos".

Kelly também menciona o relatório recente de analistas do Barclays que se referia à criptomoeda como um "vírus" e uma doença infecciosa que "nunca atingira outra alta novamente". Kelly observa que o momento logo após a publicação desses artigos negativos é quando ele “quer comprar qualquer ativo, seja Bitcoin ou não”.

Na sexta-feira, Kelly disse em outra entrevista que ele apoia a avaliação do magnata de investimentos, de Tim Draper, de que o Bitcoin poderia atingir $250.000 em 2022 .