Circle quer levantar US$ 100 milhões para sua plataforma de patrimônio SeedInvest

A Circle Initiative, subsidiária do Goldman Sachs, planeja criar um fundo de capital de risco de US$ 100 milhões para a SeedInvest, sua plataforma de crowdfunding.

De acordo com um recente oferta de emprego no LinkedIn, a Circle está buscando um sócio-geral que será responsável por levantar e administrar o fundo em parceria com a equipe de liderança sênior da SeedInvest.

O parceiro deverá desenvolver e conduzir uma tese de investimento, visando a rede da SeedInvest de 250.000 investidores para maximizar os retornos, observa a oferta de emprego.

Também será resposnsabilidade do(a) contratado(a) a execução das operações diárias do fundo, incluindo as principais iniciativas de captação de recursos, o fornecimento de oportunidades de investimento, bem como a gestão e expansão da equipe de investimentos.

Fundada em 2012, a SeedInvest, sediada em Nova York, financiou mais de 150 startups até o momento e foi classificada como a 4ª empresa de serviços financeiros que mais cresce nos Estados Unidos na revista 500 List by Inc..

Em março de 2019, a SeedInvest foi adquirida pela Circle, o que permitiu à SeedInvest expandir suas ofertas para apoiar criptomoedas e emissão de títulos tokenizados.

No início deste ano, a SeedInvest foi aprovada para oferecer ações secundárias negociadas pela Autoridade Reguladora da Indústria Financeira dos EUA.

Recentemente, o CEO da Circle, Jeremy Allaire, argumentou que o Bitcoin (BTC) é um investimento seguro, alegando que as pessoas que querem controlar seu capital compram Bitcoin.