Expansão da Circle tem por Objetivo Oferecer Serviços a Clientes Não Norte-Americanos

Uma das maiores empresas de pagamentos com criptomoedas, a Circle, lançará uma nova subsidiária nas Bermudas a fim de servir a clientes não-americanos de sua plataforma, a poloniex.

Em um post de seu blog no dia 22 de Julho, a Circle  afirmou ter adquirido uma licença plena para oferecer produtos relacionados às criptomoedas sob o Ato de 2018 sobre Ativos Digitais das Bermudas, um padrão regulatório mais amplo para tratar das criptomoedas que foi introduzido em Julho de 2018.

Muitos serviços da Circle estarão indisponíveis nos EUA relativamente a limitações regulatórias

Como parte dessa expansão para as Bermudas, a Circle planeja oferecer uma gama de novos serviços relacionados às criptomoedas, incluindo produtos avançados de trade e novas listagens de ativos digitais, a empresa disse no anúncio. Todavia, muitos desses novos serviços não estarão disponíveis nos Estados Unidos da América, a Circle enfatizou, citando limitações regulatórias dos EUA.

A empresa acrescentou que ainda está comprometida em servis clientes Americanos e vai continuar a advogar por mudanças regulatórias para garantir "que a economia americana não perca as oportunidades criadas através dos ativos digitais e da inovação das criptomoedas.”

Ao mesmo tempo, a Circle exaltou a abordagem das Bermuda’s ao tema das criptomoedas, afirmando que a empres tem testemunhado que o governo das Bermudas está pronto para desenvolver uma nova regulação e contribuir para a inovação técnica nas indústrias da blockchcain e das criptomoedas.

A Circle também disse que continuará com as operações existentes no Reino Unido, Irland,a Hong Kong, bem como nos EUA.

Mais cedo, em Junho, a Circle anunciou que estava fechando seu App de pagamento, o Circle Pay a fim de desenvolver novos serviços financeiros relacionados às criptomoedas.