Polícia chinesa prende CEO da MicroBT em caso de disputa com a Bitmain

O fundador da MicroBT, fabricante de equipamentos de mineração de Bitcoin, está sendo mantido em custódia até hoje, 8 de novembro, pela polícia de Shenzhen, para contribuir com uma investigação, de acordo com uma fonte de notícias local. A polícia estaria questionando Zuoxing Yang por alegações de violação de propriedade intelectual relacionadas à tecnologia da Bitmain, com sede em Pequim.

Alegações anteriores de violação de patente

Yang trabalhou anteriormente na Bitmain como diretor de design de processadores e desenvolveu os modelos Antminer S7 e S9. Supostamente infeliz, depois das negociações sobre as opções de ações fracassarem, Yang saiu e levantou US$ 20 milhões para fundar a MicroBT.

Em 2017, a Bitmain processou a empresa por uma suposta violação de patente. No entanto, os advogados de Yang apelaram com sucesso para que a patente fosse revogada no ano seguinte.

Jihan Wu é responsável pela retomada das investigações?

Uma fonte disse que ainda não está claro por que a polícia retomou as investigações agora. No entanto, o momento da detenção de Yang, logo após o retorno inesperado do cofundador Jihan Wu à Bitmain, pode sugerir que Wu possa estar envolvido.

Wu voltou à empresa no final de outubro, expulsando o cofundador e maior acionista, Micree Zhan. Wu ainda demitiu publicamente Zhan de todas as suas funções no mês passado, avisando que qualquer funcionário que ainda esteja se comunicando com ele pode ser demitido.