Bancos Chineses lançam os primeiros Aplicativos de Crédito habilitado para o Blockchain

O CITIC Bank, com sede na China, lançará um novo sistema para liquidar crédito que usa um sistema de transmissão eletrônica baseado em tecnologia Blockchain.

Uma virada de jogo no setor bancário

Também conhecida como BCLC, a rede de transmissão promete operações de crédito mais eficientes através da transmissão de mensagens em segundos. Este é o primeiro sistema de cartas de crédito no setor bancário construído com a tecnologia Blockchain.

A BCLC otimiza o sistema bancário tradicional e melhora os serviços, incluindo a abertura de cartas de crédito, ordens de pagamento e mensagens de aceitação. Ele também permite que os compradores se conectem com os bancos na rede para permitir transparência total nas transações bancárias, tais como emissão, notificação, aceitação e pagamento.

Economizando tempo e custos

A BCLC alterou a forma como os bancos transacionam e se transformam em formato eletrônico, economizando tempo e custos de entrega.

A rede permite aos compradores e aos vendedores traçar o caminho da carta de crédito e elimina a chance de fraude e erros do sistema. O setor bancário vê isso como uma virada no jogo na experiência do usuário e nas operações bancárias.

O lançamento vem após a ordem do presidente do CITIC, Sun De-Shun, criar uma rede entre bancos chineses para acelerar a aplicação da tecnologia Blockchain no negócio bancário. Isso levou uma parceria entre o CITIC e o Minsheng Bank para lançar o primeiro pedido de crédito habilitado para o Blockchain da China.

Os dois bancos assinaram acordos de confidencialidade e disposições legais, bem como padrões gerais para o uso da tecnologia Blockchain.

Transações bancárias mais eficientes

No primeiro dia, uma transação de 100 milhões de cartas de crédito foi realizada no sistema, marcando a tentativa bem-sucedida de bancos domésticos de quebrar os constrangimentos de um sistema bancário tradicional.

Após o sucesso, o banco CITIC disse que vai trabalhar mais para melhorar os serviços oferecidos no sistema baseado em Blockchain e expandir o escopo das aplicações ao realizar mais pesquisas e testes para tornar a tecnologia mais eficiente.

China-based CITIC Bank will launch a new system to settle credit that uses a Blockchain technology-based electronic transmission system.

A game changer in the banking industry

Also known as BCLC, the transmission network promises more efficient credit operations by transmitting messages within seconds. This is the first ever letter of credit system in the banking industry built with Blockchain technology.

BCLC optimizes the traditional banking system and improves services including opening letters of credit, pay orders and acceptance messages. It also enables buyers to connect with banks on the network to allow full transparency in banking transactions such as issuing, notifying, accepting and paying.

Saving time and costs

BCLC has altered the way banks transact and transform into an electronic format, saving time and delivery costs.

The network allows both buyers and sellers to trace the letter of credit path and eliminates the chance of fraud and system errors. The banking sector sees this as a game changer in user experience and banking operations.

The launch comes after CITIC president Sun De-Shun’s order to create a network between Chinese banks to fast-track the application of Blockchain technology into the banking business. This prompted a partnership between CITIC and Minsheng Bank to launch China’s first Blockchain-enabled credit application.

The two banks have polished agreements on confidentiality and legal provisions, as well as overall standards for the use of Blockchain technology.

More efficient banking transactions

On the first day, a 100 mln letter of credit transaction was conducted on the system, marking the successful attempt of domestic banks to break the constraints of a traditional banking system.

After the success, CITIC bank said that it will work harder to improve the services offered in the Blockchain-based system and expand the scope of applications by conducting more research and tests to make the technology more efficient.