Gigante de mídia social da China WeChat bloqueia contas de mídia de cripto, dizem fontes

O WeChat, plataforma de mídia social chinesa de 1 bilhão de usuários desenvolvida pela Tencent, bloqueou várias contas relacionadas a cripto e blockchain, informou a Lanjinger em 21 de agosto.

Lanjinger cita um funcionário do WeChat dizendo que algumas contas públicas eram suspeitas de publicar Oferta Inicial de Moedas (ICO) e “hype” de cripto em violação dos termos “Provisões provisórias sobre o desenvolvimento de serviços de informações públicas para ferramentas de mensagens instantâneas” do serviço. O funcionário disse que ordens oficiais foram dadas para bloquear todo o conteúdo e bloquear permanentemente as contas relevantes.

As disposições provisórias citadas pelo WeChat foram notavelmente introduzidas recentemente pela Administração do Ciberespaço da China em 7 de agosto.

Deepchain, Huobi News, Node Jinse, e CoinDaily estão entre os que foram afetados, de acordo com Lanjinger. O site da Coindaily afirma que seu canal oficial do WeChat tinha mais de 100.000 usuários em junho de 2018, e vários outros sites bloqueados estavam entre as 50 principais contas mais influentes relacionadas a blockchain na plataforma, escreve Lanjinger.

O número total de sites bloqueados permanece não confirmado, com um usuário afirmando ter identificado 8, embora o artigo de Lanjinger implique que a ação tenha sido mais difundida.

No momento desta publicação, a Huobi e a CoinDaily não responderam ao pedido de comentários da Cointelegraph.

Como o Cointelegraph relatou anteriormente, esta não é a primeira vez que o WeChat bloqueia contas do espaço cripto. Em maio, o serviço suspendeu um aplicativo de terceiros um dia após o lançamento que teria permitido que os usuários do WeChat criassem contratos e um ID de mídia social exclusivo usando a tecnologia blockchain.