Baleia Bitcoin Li Xiaolai, da China, suspende investimentos relacionados a blockchain

O "magnata" chinês de Bitcoin e o investidor em série Li Xiaolai vai afastar-se das decisões sobre futuros projetos de blockchain, anunciou ele em mídia social no domingo, 30 de setembro.

Em uma abordagem que pareceu surpreender a muitos, Li, conhecido como um dos maiores bagholders e investidores em Bitcoin na China, parecia insatisfeito com os atores fraudulentos da indústria de blockchain que reivindicaram que ele fazia parte de seus empreendimentos.

"A partir deste dia, Li Xiaolai não investirá em nenhum projeto pessoalmente (seja em blockchain ou em etapa inicial)", diz sua postagem na rede social chinesa Weibo, traduzida pela revista tecnológica chinesa TechNode:

“Então, se você vir 'Li Xiaolai' associado a qualquer projeto (eu tenho sido associado a inúmeros projetos sem o meu conhecimento, 99% não é um exagero), simplesmente ignore-o.”

Li estava provavelmente referindo à situações semelhantes que resultaram em avisos sobre tais atores fraudulentos da parte das outras figuras no campo de criptomoedas. Desde o início da explosão da Oferta Inicial de Moedas (ICO) em 2017, várias pessoas bem conhecidas reclamaram de ver seus nomes nas listas de "assessores" de projetos blockchain, quando na verdade não tinham nenhuma relação com eles.

Continuando, Li parecia inseguro, insinuando que desejava retirar-se totalmente do espaço de cripto, mas de forma temporária.

“Planejo passar alguns anos contemplando uma mudança de carreira. Quanto ao que estou fazendo agora, não tenho certeza ainda", diz a postagem. Ele concluiu o post de forma positiva, escrevendo "Ainda estou otimista quanto ao blockchain no longo prazo".

Tanto ICO's como o uso de criptomoedas na China continuam proibidos no momento, mas Li apoiou a ação legislativa do governo quando foi anunciada pela primeira vez em setembro passado.