China: o quarto maior banco do mundo em ativos testa empréstimos blockchain resguardados por terra

O Banco Agrícola da China (ABC), o quarto maior banco do mundo em ativos, emitiu seu primeiro empréstimo blockchain, informou o Financial News em 31 de julho.

O estatal ABC, que está entre os "Big Four" da China, revelou que emitiu um empréstimo no valor de cerca de US $ 300 mil resguardado por um pedaço de terra agrícola na província de Guizhou.

De acordo com o Financial News, o banco vai “construir blocos com moradores locais, escritórios pilotos de terra e recursos e departamentos de agricultura e pecuária”, através do sistema blockchain, acrescentando que o empréstimo visa “apoiar a indústria local de chá”.

O projeto blockchain recebeu participação de terceiros, incluindo a filial provincial do Banco Popular da China (PBoC), atuando como nós para manter o controle sobre a validade dos dados do empréstimo.

No futuro, diz o banco, outros tipos de empréstimos ficarão sob os auspícios do blockchain, a tecnologia de livro-razão descentralizado que permite que o ABC impeça a emissão de clientes que solicitam empréstimos em diferentes bancos usando o mesmo pedaço de terra como garantia.

A China continua adotando a tecnologia blockchain com velocidade considerável, com o governo interessado em implantar padrões para toda a indússtria no próximo ano.

Em julho, o comitê técnico conjunto da Organização Internacional de Padronização (ISO) e a Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC) da China anunciaram que liderariam um grupo de pesquisa internacional sobre a padronização da Internet das Coisas (IoT) e da tecnologia blockchain.