China lidera grupo internacional de pesquisa em padronização da IoT, Blockchain Tech

A China liderará um grupo de pesquisa internacional sobre a padronização da Internet das Coisas (IoT) e blockchain,a imprensa local Science and Technology Daily relata em 18 de julho.

O comitê técnico conjunto da Organização Internacional para Padronização (ISO) e a Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC) adotaram a proposta para a criação deste grupo de pesquisa internacional após um mês de discussão pelos membros do comitê.

A Science and Technology Daily, o jornal oficial do Ministério da Ciência e Tecnologia da China, escreve que a criação deste grupo significa que a China ganhou o “poder do discurso” na integração tecnológica:

“É de grande importância para as indústrias relacionadas da China liderar o desenvolvimento global e promover a integração da fiat e da economia digital.”

O grupo de pesquisa internacional, presidido pelo Dr. Shen Jie, promoverá a integração fiat-digital, fornecendo um grande número de cenários de aplicação industrial, bem como estabelecendo um mecanismo de trabalho para promover a padronização internacional para as tecnologias IoT e blockchain.

O novo grupo de pesquisa incluirá especialistas de mais de dez países, incluindo os Estados Unidos, o Reino Unido, Alemanha e França.

A China avançou recentemente na adoção da tecnologia blockchain. No mês passado, o Laboratório de Pesquisa de Moedas Digitais do Banco Popular da China (PBoC) depositou uma patente para uma carteira digital que permitiria aos usuários rastrear seus históricos de transações. Também em junho, o PBoC tinha revelado um sistema acionado por blockchain para digitalizar cheques de papel.

No início desta semana, a Cointelegraph relatou que o vice-diretor do Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação (MIIT) da China encorajou o país a "unir" forças para promover blockchain como uma tecnologia "central" para a nova economia digital. .