Zona Econômica Especial chinesa de Shenzhen incluirá moeda digital em suas pesquisas

Em 18 de agosto, o Comitê Central do Partido Comunista da China esboçou os planos para o futuro desenvolvimento da Zona Econômica Especial de Shenzhen, incluindo a pesquisa e a promoção de fundos digitais e a criptomoeda nacional baseada no renminbi.

De acordo com a agência de notícias chinesa STCN:

“Reconhecimento mútuo de produtos de fundos. Promover a interoperabilidade com os mercados financeiros de Hong Kong e Macau e o reconhecimento mútuo de produtos financeiros (fundos). Na promoção da internacionalização do renminbi, vamos tentar primeiro e explorar a supervisão financeira transfronteiriça inovadora. Suporte a aplicativos inovadores, como pesquisa de dinheiro digital e pagamento móvel em Shenzhen.”

Nem toda moeda digital é descentralizada

Como o Cointelegraph reportou recentemente, o Banco Popular da China afirmou que sua moeda digital "já pode ser considerada como pronta".

Ainda assim, como foi explicado no artigo de acompanhamento dedicado, ela será alimentado por um sistema operacional de dois níveis e que não será totalmente descentralizada. Portanto, de acordo com várias análises, ela não pode ser considerada de uma criptomoeda verdadeira.

Enquanto isso, continuam os conflitos políticos entre China e Hong Kong, que está pagando mais caro pelo Bitcoin (BTC).