Ministério de TI da China diz que Blockchain deve ser desenvolvida em escala industrial

O vice-diretor do Ministério de Indústria e Tecnologia da Informação da China (MIIT) pediu que o país "una" forças para promover blockchain como uma tecnologia "central" para a nova economia digital, segundo um post no site oficial do MIIT hoje, 16 de julho. .

Falando no Fórum Nacional de Especialistas em Produção de Países Poderosos de 2018, o vice-diretor do Ministério, Xin Guobin, disse que o “papel importante” do blockchain deveria ser “apreendido de uma perspectiva estratégica”:

“[Blockchain] pode compensar as deficiências do sistema de crédito tradicional, impedir a falsificação de informações e poupar [custos] na sociedade. [Isso se aplica a] finanças, e-commerce, atendimento médico inteligente, segurança social, Internet das Coisas, energia e outros campos, e terá um impacto importante.”

Guobin, que também é diretor do National Leading Group for Manufacturing Power Construction da China, disse que o país deve agora desenvolver a tecnologia blockchain em escala "industrial" para acelerar sua adoção em todas as áreas da economia e da sociedade.

O vice-diretor disse que o planejamento abrangente para a criação de um ambiente institucional e regulatório positivo é necessário para alcançar o "objetivo principal" de garantir uma "descoberta" em aplicações de blockchain em escala industrial.

Para este fim, ele enfatizou a necessidade de fortalecer a orientação política oficial, facilitando as restrições institucionais e “otimizando” um ambiente propício ao espaço de blockchain.

A política do governo chinês permanece notoriamente difícil em cripto descentralizadas, com impacto negativo palpável no comércio doméstico de cripto. No entanto, como esboçou um relatório aprofundado da Cointelegraph, o impulso no espaço blockchain da China vem ganhando terreno nos últimos meses, estimulado pelo apoio dos mais altos escalões da classe política.

Nesta primavera, o presidente chinês Xi Jinping elogiou abertamente o blockchain como um exemplo de uma “nova geração” de tecnologias que estão “reconstruindo o mapa global de inovação e reformulando a estrutura econômica global”.

O banco central da China tem buscado uma visão de longo prazo para a integração de blockchain, recentemente registrando uma nova patente para uma carteira digital, no mesmo mês em que revelou seu novo sistema acionado por blockchain projetado para bloquear cheques de papel.

Embora reconheça o significado da tecnologia, um regulador chinês, no entanto, alertou neste mês contra o potencial de “mitologizar” o blockchain, em meio à luta para liderar a inovação global.