Chainlink e Binance Coin superam o Bitcoin como melhores cripto investimento em 2019

A ChainLink [LINK] , superou todas as criptomoedas do mercado e se tornou, até o momento, o criptoativo com maior valorização registrada em 2019, conforme dados do OnChain FX, publicadas em 07 de julho.

A criptomoeda foi 'adotada' pelo Google e também ganhou listagem na Coinbase, duas importantes notícias que foram seguidas por uma forte valorização acima de 80% em cada evento. Depois da Link, a Binance Coin [BNB] seguida pela Litecoin são as três principais criptomoedas no mercado, com relação à valorização acumulada no ano.

O Bitcoin, embora tenha apresentado um rali que fez seu preço sair de US$ 4 mil para mais de US$ 12 mil no momento da escrita, acumula alta de pouco mais de 120% e permanece em 4 lugar.

Fonte:OnChain FX

De acordo com os dados, a criptomoeda da Messar, o LINK, com um 'Liquid Marketcap' de apenas US$ 2,29 bilhões, ou apenas cerca de 1% do valor de mercado do Bitcoin, registrou um aumento de preço de 1105,9%. Durante a virada de 2018, o preço da moeda foi de US$ 0,29 e, no seu pico de 2019, o preço subiu para US$ 4,45. No momento da impressão, o preço registrou uma correção de 20,3% e foi negociado a US$ 3,53.

Já a Binance Coin, o token nativo de Binance, ficou em segundo lugar, mas com uma margem significativa, registrando  457,1%, de valorização. Após uma série de desdobramentos o token deixou de ser apenas uma moeda para ganhar 'descontos' na exchange e passou a ser um importante player no mercado na medida em que será também a moeda nativa da blockchain da Binance que já vem atraindo projetos e também, blockchain na qual a gigante do mercado deve desenvolver suas stablecoins . O BNB estava  sendo negociado no ano passado há US$ 6 enquanto este ano chegou a ser cotado acima de US$ 39.

O Bitcoin, apesar de estar muito longe dos dias de glória de dezembro de 2017 a janeiro de 2018, ficou em quarto lugar entre as valorizações do preço acumulado no ano e apresentou uma valorização em torno de 200%, chegando perto dos US$ 14 mil.

Como reportou o Cointelegraph, o Bitcoin rompeu novamente os US$ 12 mil o despertou em trades e entusiastas uma nova expectativas quanto a retomada do rali de valorização do criptoativo.