"CEO da Ripple está comprando Bitcoin com a venda de XRP", afirma CEO da Blockstream

O CEO da empresa Blockstream, Adam Back, afirmou em um post no Twitter que Brad Garlinghouse, CEO da Ripple, está vendendo tokens XRP para comprar Bitcoin.

Adam Back é uma figura importante na história do Bitcoin. Ele foi responsável por criar o HashCash - um dos projetos precursores do Bitcoin que implementou o sistema de consenso chamado Proof of Work - que é a base da blockchain do Bitcoin.

A Blockstream é uma das principais desenvolvedoras de produtos de Bitcoin. Apesar de receber muitas críticas da comunidade, a empresa é responsável por grande parte do desenvolvimento do Bitcoin pois fornece financiamento para o desenvolvimento do Bitcoin Core, o software predominante da rede Bitcoin. 

Em seu tweet, Back acusou Garlinghouse de estar acumulando BTC com a venda de tokens XRP que ele "despeja" nos investidores de varejo:

"Ele provavelmente é pró-BTC, já que provavelmente está acumulando BTC com os XRPs vendidos no varejo."

Adam Back faz parte de um grupo conhecido como Bitcoin maximalistas. Os integrantes deste grupo defendem que o Bitcoin é a única criptomoeda verdadeira e que todos os outros projetos não tem futuro neste mercado.

O projeto Ripple e seu token - XRP - vem enfrentando críticas da comunidade de criptomoedas por suas constantes vendas de ativos. Segundo a comunidade, a empresa baseia seu lucro e desenvolvimento na venda de XRP para investidores despreparados.

Apesar da polêmica, Garlinghouse se afirma como pró-Bitcoin. Durante uma entrevista em junho com a Fortune, ele revelou que comprava Bitcoin há muito tempo.

Ao contrário de muitos membros militantes da comunidade de criptomoedas, Garlinghouse não vê o Bitcoin e o XRP como concorrentes diretos, já que o primeiro agora serve como uma reserva de valor.

Em outra entrevista para Julia Chatterley, da CNN, que ocorreu em setembro, Garlinghouse abordou a controvérsia em torno das vendas de XRP, alegando que não era do "interesse deles" diminuir o preço da terceira maior criptomoeda, uma vez que eles possuem boa parte dos tokens. Ele disse:

"Sim, a Ripple é proprietária de muitos XRP, estamos muito interessados no sucesso do XRP, mas as acusações de que estamos descartando, não é do nosso interesse fazer isso".

Além de ter uma participação de 6,3% na empresa, Garlinghouse possui um estoque de tokens XRP que o colocou na lista das pessoas mais ricas do mundo dois anos atrás, com um patrimônio líquido de US$ 9,5 bilhões em janeiro de 2018.

A briga entre maximalistas e membros da comunidade Ripple não é de hoje. Como mostrou o Cointelegraph, o desenvolvedor de Bitcoin Peter Todd acredita que o XRP não possui uma função e não precisa existir.