Maior rede de farmácias do Canadá promove rastreamento de maconha medicinal usando Blockchain

A rede de farmácias Shoppers Drug Mart, do Canadá, completou com sucesso a primeira fase do projeto-piloto de tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) para rastrear a cannabis medicinal do genoma à distribuição, afirmou a empresa em comunicado divulgado em 14 de agosto.

Rede líder de farmácias varejistas do Canadá, com mais de 1.300 lojas na região, realizou o projeto em colaboração com a empresa de softwares TruTrace - uma plataforma DLT para rastrear a propriedade intelectual de espécies para a indústria de cannabis - e juntas completaram a fase 1 do projeto-piloto de blockchain.

O projeto visa promover transparência, interoperabilidade e melhorar a identificação de produtos dentro do ecossistema de cannabis medicinal.

Como declarado no comunicado de imprensa, após a execução bem-sucedida da primeira fase do piloto de verificação de cannabis baseado em blockchain, a Shoppers está agora olhando para conduzir a fase 2 do projeto em aliança com a Deloitte Canada LLP e a TruTrace.

De acordo com a equipe, a fase 2, que será lançada em novembro de 2019, adotará a solução TruTrace StrainSecure, bem como o sistema de consultoria e gerenciamento de projetos da Deloitte para formular uma abordagem unificada dos padrões médicos de cannabis.

A fase 2 do piloto de rastreabilidade de cannabis também procurará abrir as suas portas aos produtores licenciados de cannabis e outras partes interessadas na indústria de cannabis medicinal.

O objetivo final é estabelecer uma plataforma robusta capaz de rastrear toda a história do produto canábico desde o genoma até à distribuição.

A equipe planeja aproveitar a propriedade de imutabilidade da tecnologia blockchain para tornar o ecossistema de cannabis medicinal o mais transparente possível.

A TruTrace usará o sistema StrainSecure para coletar dados de testes de plantas e realizar a verificação de genomas. Toda a informação obtida das plantas, incluindo sua composição molecular e química, é então armazenada em um livro distribuído.

A equipe acredita firmemente que o projeto facilitará a vida de pesquisadores e médicos, pois eles poderão recuperar facilmente todas as informações necessárias para relacionar resultados terapêuticos com perfis genéticos e químicos exatos.

Médicos, farmacêuticos e pacientes terão mais confiança na cannabis medicinal que prescrevem ou consomem, sabendo muito bem que a origem do produto é totalmente rastreável.

Comentando sobre o sucesso do projeto piloto, Ken Weisbrod, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Shoppers Drug Mart, reiterou que toda a indústria de cannabis compreende a importância da cannabis médica transparente e identificável. Ele afirmou:

"Tornou-se mais importante do que nunca assegurar a todas as partes interessadas, de reguladores a profissionais de saúde, que a indústria de cannabis médica está trabalhando duro para colocar em prática a infraestrutura necessária para fornecer medicamentos padronizados e consistentes aos pacientes".

A indústria da Cannabis parece que está começando a identificar o potencial da tecnologia blockchain. Conforme reportado (https://br.cointelegraph.com/news/greek-billionaire-launches-hemp-backed-token-and-dedicated-exchange) pelo Cointelegraph, Alikiviades David, um bilionário grego, lançou recentemente a SwissX Global Hemp Exchange para fornecer à indústria de maconha um mercado secundário de futuros.