Business Insider: Goldman Sachs desiste dos planos de abrir trading desk de cripto

O Goldman Sachs Group Inc. está suspendendo seus planos de abrir uma trading desk de criptomoedas, informou o Business Insider em 5 de setembro, citando fontes familiarizadas com o assunto.

Os planos do banco para criar uma unidade focada em cripto até o final de junho de 2018 foram originalmentereportados pela Bloomberg, com fontes afirmando que o Goldman Sachs pretende se tornar "a primeira grande empresa de Wall Street a produzir mercados em criptomoedas".

Agora, o Business Insider relata citando fontes não identificadas que o banco diminuiu a prioridade deste projeto, já que o ambiente regulatório na indústria de cripto permanece incerto. Pode levar muitos passos até que um banco regulado possa negociar ativos digitais, a maioria deles fora do controle da Goldman Sachs, fontes reveladas.

"Neste momento, não chegamos a uma conclusão sobre o escopo de nossa oferta de ativos digitais", disse à Reuters Michael DuVally, porta-voz da Goldman Sachs.

No entanto, o banco não vai rejeitar totalmente a negociação de cripto. Como as fontes do Business Insider afirmaram, a Goldman Sachs está prestes a se concentrar em um produto de custódia para a cripto, o que permitirá que ele detenha criptomoedas em nome de grandes clientes e rastreie seu preço.

Em maio, a executiva da Goldman Sachs, Rana Yared, afirmou que o banco "concluiu que o itcoin não é uma fraude", já que a empresa revelou oficialmente seus planos de comprar e vender criptomoedas.

No entanto, os principais funcionários da empresa continuaram céticos quanto aos ativos digitais. O CEO da Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, disse uma vez que o comércio de Bitcoin não era para ele, mas esclareceu que está aberto a considerá-lo, se a criptomoeda se tornar "mais estabelecida".