Bolha, bode, Chicken McNuggets: Bitcoin -  como ele é visto na TV

Após um ano decisivo para o Bitcoin em 2017, as criptomoedas foram empurradas para o foco principal.

Os meios de comunicação, programas de televisão, celebridades e conhecidos formadores de opinião não podiam simplesmente ficar olhando enquanto as moedas virtuais se anunciavam ao mundo, lideradas pela ascensão meteórica do Bitcoin, que veio à tona em dezembro.

Como o Bitcoin atingiu um pico de US $ 20.000, era quase impossível para qualquer mídia respeitável não cobrir as notícias. Mas a alta flamante foi seguida por uma devastadora correção, que foi relatada com bastante fervor.

Enquanto os detratores se alegravam, muitos estavam e estão atualmente tentando entender melhor o que é são as tecnologias Bitcoin, Blockchain e de criptomoedas.

Não é surpreendente, então, que alguns dos mais populares criadores de programas de TV e rádio do mundo tenham colocado a cripto em sua alça de mira.

No entanto, sua avaliação e explicação do Bitcoin leva a questionar os motivos por trás da mensagem sendo enviada a uma audiência de milhões, senão de centenas de milhões.

O programa bizarro de Ellen sobre o Bitcoin

Ellen Degeneres é uma comediante - vamos deixar isso claro desde o início. Seu programa emblemático, o Ellen Show, ganhou mais de 50 Emmy Awards e seu canal no Youtube no top 20 de mais assinantes.

Ela é amada por muitos e sua opinião é importante. Talvez por isso que seu programa recente sobre Bitcoin em seu show, embora reconhecidamente brincalhão, não contribuiu muito para realmente desvendar ou definir o que a criptomoeda preeminente é de verdade.

Comicamente falando, ela resumiu os sentimentos de muitas pessoas que lutam para enfrentar o que é o Bitcoin. Imitando as pessoas que acompanham as conversas de Bitcoin, ela sugeriu que a maioria de nós apenas finge saber do que estamos falando, como resumido pela CNBC.

"Todo mundo está falando sobre o Bitcoin, ninguém entende isso. É como uma completa reviravolta em um filme confuso, quando você está assistindo um filme e seus amigos estão agindo como se soubessem o que está acontecendo, e você está tipo 'Claro, eu também'"

"Finja qu eo Bitcoin é uma cabra. Agora ela é adorável... e você quer pegá-lo e quer fazer um carinho nela. Mas não pode, porque ela não está lá, ela não existe, exceto naquela internet bem ali, assim como o Bitcoin é moeda digital".

Embora sua explicação seja divertida - você pode assistir uma parte dela abaixo - faz com que alguém dê um passo atrás e se pergunte que tipo de percepção a grande mídia está criando em torno da criptomoeda.

Se você quer saber o que é bitcoin, eu aprendi sobre isso. Um pouco. 

Não é surpreendente que um comediante tomasse essa linha sobre o Bitcoin, como Ellen fez com sua referência ao Bitcoin-cabra. A cabra é fofa, mas você não pode interagir com ela porque ela existe apenas como uma imagem na Internet.

Ela também fez observações céticas sobre carteiras de hardware e tocou no comércio global de Bitcoin. Seus cumprimentos de despedida eram que ela preferia possuir um bebê bode ao Bitcoin - afastando-se efetivamente de um dia possuir criptomoeda.

John Oliver - insights satíricos

Reconhecido por sua opinião altamente cética sobre assuntos atuais em seu programa, o Last Week Tonight, John Oliver oferece uma crítica muito mais perspicaz, com críticas irrestritas ao fenômeno Bitcoin.

O comediante intelectual e astuto toma a questão das criptomoeda muito mais a sério e vai a fundo no que é o Bitcoin, como funciona e os argumentos a favor e contra ele.

Misture isso com seu humor habitual e você terá uma visualização interessante. Oliver devaneia no episódio:

"Muitas pessoas acreditam que a coisa realmente excitante sobre isso é o potencial de tecnologia inovadora sobre o qual ele é construído e isso é chamado Blockchain".

Ele continua a destacar o poder do Bitcoin Blockchain, usando o exemplo de uma transação Bitcoin em todo o mundo versus uma transação feita por um banco tradicional, o que pode demorar alguns dias para ser verificada.

Em comparação com o programa de Ellen, a análise de Oliver é muito mais informativa. O que ele faz bem é fornecer os prós e os contras da criptomoeda - de empresas convencionais que usam a palavra "Blockchain" para reforçar o valor de suas ações, até a lista absurdamente longa de criptomoedas criadas por startups através de ofertas iniciais de moedas.

Claro, Oliver também leva o não convertido através de um curso intensivo das palavras mais utilizadas da comunidade cripto. Nomeadamente, HODL, FUD, MOON e REKT.

O Dogecoin recebe uma menção por causa de seu propósito original como uma paródia de criptomoeda.

Engraçado, mas não muito objetivo

Como artistas, Ellen e John Oliver deram aos fãs o que eles estão procurando, talvez às custas das criptomoedas.

Ainda está em seu início, o mercado teve uma boa parcela de dores crescentes, sob a forma de hacks, fraudes, corridas de touros e correções de mercado. Todavia, é fácil destacar todos os aspectos negativos, que a maioria das mídias pegaram.

Como é o caso de muitas das principais criptomoedas, suas aplicações têm abalado o mundo financeiro em particular. Os usuários agora têm, ao alcance de suas mãos, uma série de moedas virtuais que agilizaram a necessidade de casas de câmbio, transferências bancárias e a burocracia que vai junto.

A retórica espalhada pelas curtidas de Degeneres e Oliver tem uma consequência que pode ser destrutiva. As pessoas que ainda estão aprendendo o básico, os detalhes e fatos complicados sobre o Blockchain, estão ditos para ficarem longe dessa área.

Assistidos por milhões, esses vídeos podem potencialmente sufocar a adoção futura do Blockchain e das criptomoedas, porque as pessoas são influenciadas contra o apoio da tecnologia que está desenvolvendo. Por que você precisa fazer sua própria pesquisa quando essas celebridades dizem que é melhor ficar longe?

Mais exemplos

Dando informações prolificos sobre o Bitcoin durante o ano passado, muitos especialistas deram seu peso para apoiar os presupostos.

Durante esse período, muitas outras publicações, jornalistas e apresentadores fizeram suas próprias previsões com bases diferentes.

Em agosto de 2017, um correspondente técnico da BBC, Rory Cellan-Jones affirmou que o Bitcoin estava numa bolha no Twitter, repetindo seus próprios sentimentos em seus próprios relatórios alguns meses antes.

Houve mais desta retórica apática, juntamente com os pedidos de regulamentação adicional no Fórum Econômico Mundial em Davos este ano, como a Cointelegraph relatou do evento. É necessário dizer que os membros bem informados da comunidade de cripto se opuseram a esssas visões, enfatizando que os pontos de vista contra o setor muitas vezes são parciais.

O Bitcoin apareceu até nas sitcoms famosas da TV, como Big Bang Theory, mas, como sugere o escritor Jordan Pearson, o episódio apenas arranha a superfície e tem um foco maciço na volatilidade do Bitcoin - que é uma tendência comum na maioria das referências de mídia.

Para os iniciados, Max Keiser muitas vezes dá comentários profundos e perspicazes sobre o Bitcoin desde a sua criação. Com sua história financeira, ele sempre teve foco no lado do mercado das coisas, mas ele está finamente em sintonia com os fundamentos da tecnologia Blockchain.

Esses comentadores fazem a justiça da indústria, e seus esforços criam o ambiente apropriado para o desenvolvimento positivo no setor. Enquanto algumas mídias usam as vantagens da mania de criptomoedas, outros fazem sua parte para continuar o crescimento do que certamente é uma das maiores inovações do século XXI.