O Bitcoin (BTC) permaneceu em uma faixa limitada na abertura de Wall Street em 28 de julho, apesar de novos dados de inflação nos Estados Unidos superarem as expectativas.

Gráfico de 1 hora BTC/USD. Fonte: TradingView

A métrica de inflação “preferida” do Fed aponta para uma pressão decrescente

Dados da Cointelegraph Markets ProTradingView mostraram que a ação do preço do BTC recebeu apenas um impulso modesto do índice de despesas de consumo pessoal (Personal Consumption Expenditures - PCE).

O índice ficou abaixo das estimativas, sugerindo que a inflação nos EUA estava continuando a diminuir, seguindo outras impressões de dados da semana.

URGENTE: O índice de preços PCE dos EUA fica abaixo das expectativas

Previsto = 3,1%
Real = 3,0%

A inflação continua diminuindo, conforme essa métrica.

pic.twitter.com/61mrcBDON6

— Game of Trades (@GameofTrades_) 28 de julho de 2023

Em relação a suas implicações, o recurso de comentários financeiros The Kobeissi Letter observou que o PCE representa a métrica de inflação "preferida" pelo Federal Reserve, conforme revelado anteriormente pelo presidente Jerome Powell.

"A inflação pelo PCE está agora no seu nível mais baixo desde abril de 2021. O Fed pode finalmente ter a inflação sob controle", sugeriu em parte de sua análise nas redes sociais.

Na reunião do Fed desta semana, eles disseram que os dados de inflação nos próximos 2 meses são importantes.

A inflação do PCE é outro sinal de progresso no combate à inflação.

O ciclo de aumento da taxa do Fed finalmente acabou?

Siga-nos @KobeissiLetter para análise em tempo real à medida que isso se desenvolve/

— The Kobeissi Letter (@KobeissiLetter) 28 de julho de 2023

No entanto, assim como o aumento das taxas de juros pelo Fed em 26 de julho e a estimativa do PIB dos EUA para o segundo trimestre em 27 de julho, o Bitcoin se recusou a mostrar volatilidade, mantendo-se entre US$ 29.000 e US$ 29.500.

Bitcoin permanece abaixo da meta de resistência dos touros

Os traders ainda demonstraram um apetite por queda no preço do BTC, com a resistência de US$ 30.000 persistindo por mais de uma semana.

O trader popular Crypto Tony confirmou que ele permaneceu vendido no BTC abaixo de US$ 29.600.

"Espero uma continuação da queda até US$ 28.000 com o tempo, mas certamente podemos ficar nessa faixa por um tempo antes da queda", disse aos seguidores no Twitter (agora conhecido como X) no dia.

Gráfico anotado BTC/USD. Fonte: Crypto Tony/X

Outro trader, Daan Crypto Trades, também enfatizou a perda da faixa local em torno de US$ 30.000.

"Com o Bitcoin rejeitando a faixa anterior, acho que faz sentido se preparar para algo próximo a US$ 28.000", argumentou.

“Invalidação ao retomar US$ 29,5 mil, mas parece haver muita oferta nesse nível e pouca oferta à vista para trazê-la. Provavelmente uma estrada esburacada no caminho até lá."

Gráfico anotado BTC/USD. Fonte: Daan Crypto Trades/Twitter

Michaël van de Poppe, fundador e CEO da empresa de negociação Eight, por sua vez, observou o que chamou de "desvio" no gráfico diário de BTC/USD - algo que ocorreu anteriormente em fevereiro, seguido por um aumento.

Desvio. #Bitcoin pic.twitter.com/AlX9dHOCCt

— Michaël van de Poppe (@CryptoMichNL) 28 de julho de 2023

Van de Poppe também questionou se o fim de semana, com menor liquidez e mais opções para movimentos voláteis, poderia resultar em um "retorno clássico".

Este artigo não contém conselhos ou recomendações de investimento. Todo movimento de investimento e negociação envolve riscos, e os leitores devem conduzir suas próprias pesquisas ao tomar uma decisão.

VEJA MAIS: