Grã-Bretanha apresenta força-tarefa cripto para promover a inovação Fintech

O departamento do tesouro do Reino Unido anunciou o lançamento de uma força-tarefa de criptomoedas composta pelo banco da Inglaterra (BOE) e pela autoridade de conduta financeira (FCA) que regulará e apoiará tecnologias de moedas digitais, segundo relatado hoje pela CNBC, 22 de Março.

A FCA havia acabado de lançar um pacote regulatório de proteção fintech global em 19 de Março como uma forma de promover o desenvolvimento fintech inovador sem exigir um processo regulatório rígido para testes.

Philip Hammond, ministro das finanças do Reino Unido, disse em um comunicado que a nova força-tarefa de criptomoeda trabalhará na criação de padrões industriais para facilitar colaborações bancárias e fintech, além de apoiar a inovação em toda a indústria de tecnologia financeira.

“Estou comprometido em ajudar o setor a crescer e florescer, e nossa ambiciosa estratégia setorial define como garantiremos que o Reino Unido permaneça na vanguarda da revolução digital (...) Como parte disso, uma nova força-tarefa ajudará o Reino Unido a gerenciar os riscos em torno dos ativos de criptomoedas, bem como aproveitar os benefícios potenciais da tecnologia subjacente. ”

No início de março, o governador do BOE, Mark Carney, disse que as criptomoedas deveriam ser regulamentadas -"em vez de proibidas"- e mantidas com os mesmos padrões do sistema financeiro tradicional.

Também hoje, o Reino Unido assinará um contrato de “ponte de tecnologia financeira” com a Austrália, permitindo que produtos britânicos entrem nos fintechs australianos e criem espaço para um discurso aberto entre a Grã-Bretanha e os dois reguladores da indústria financeira, a Innovate Finance e a Fintech Australia.

A Austrália tem estado frequentemente na vanguarda da criptomoeda e da inovação tecnológica em moedas digitais - a bolsa de valores da Austrália começou a implementar as tecnologias Blockchain em Dezembro do ano passado, Brisbane abrigará em breve o primeiro terminal de aeroporto amigável à criptomoeda , e os australianos podem comprar criptomoedas nas bancas de jornais em todo o país desde 1º de março.