BRICS discutirão criptomoeda como algernativa a moedas nacionais

Os estados membros dos BRICS poderiam criar uma criptomoeda que funcionaria "como alternativa a outros instrumentos de pagamento".

Segundo Kirill Dmitriev, diretor do Fundo de Investimento Direto da Rússia, os investimentos no bloco, que consiste de Rússia, Índia, África do Sul, China e Brasil, deverão aumentar em quatro vezes nos próximos três anos.

"Outro tópico que estamos discutindo no comitê financeiro são as criptomoedas", disse ele aos jornalistas citados pela fonte de notícias russa RIA Novosti.

"Pode até ser possível discutir a criação de uma criptomoeda dos BRICS como alternativa a outros instrumentos financeiros, e isso é o que está sendo debatido como parte do BRICS Business Council".

As moedas nacionais atualmente formam o meio de troca de acordos entre blocos, mudanças a que são um tema de interesse devido, entre outras coisas, ao aumento da força do dólar dos EUA.

A própria Rússia está ocupada preparando sua própria criptomoeda centralizada, que foi informalmente denominado "BitRuble" ou "CryptoRuble".

"[...] Criptomoedas também estão se tornando um ponto de discussão como um possível mecanismo de assentamentos", continuou Dmitriev.

"Pode ser totalmente solicitado, para assentamentos específicos e poderia ser uma boa alternativa para o dólar e outros métodos de liquidação".

Os governos nacionais da Rússia, Índia e África do Sul, em particular, estão vendo enormes aumentos no interesse na criptomoeda dos cidadãos, e a Rússia parece responder com ameaças de proibição de acesso para cidadãos não autorizados.

A África do Sul recentemente bateu o recorde de país que mais "googleou" o termo "Bitcoin" per capita.


Siga-nos no Facebook