Bloomberg: Mais de US $ 500 milhões em Tether emitidos em agosto não estão impactando os mercados de cripto

Novas emissões da stablecoin Tether (USDT) não estão afetando atualmente os preços de nenhuma das maiores criptomoedas ou altcoins menores, informa a Bloomberg em 24 de agosto.

No artigo, a Bloomberg observou que as alegações de que o Tether foi usado para manipular ou estabilizar o preço do Bitcoin (BTC) — anteriormente apresentado em um documento da Universidade do Texas — não são válidas para os mercados de cripto em agosto.

O jornal, publicado em meados de junho, afirmou que o Bitcoin atingiu seu valor mais alto, de US $ 20.000, devido à manipulação de preços envolvendo o Tether e a sexta maior casa de câmbio cripto, a Bitfinex, que é "a única cliente direta" do Tether.

Em um artigo de junho, a Bloomberg notou que o trabalho de pesquisa usava 87 exemplos das maiores compras de Tether com BTC de março de 2017 a março de 2018, constatando que, embora representassem “menos de 1% do período de tempo examinado, eles representavam cerca de 50% do retorno combinado do Bitcoin ao longo desse ano.”

No artigo desta semana, a Bloomberg observou que as descobertas feitas em um estudo recente da empresa de pesquisa blockchain Chain Analysis afirmam que o Tether tem impactado cada vez mais os preços de criptomoedas menores, como EOS e NEO, em vez de grandes criptos como Bitcoin, Ethereum (ETH) e Litecoin (LTC), não são verdadeiras para agosto.

Tether

Correlação de preço do Tether com análise de gráfico de mercados de cripto. Fonte: Bloomberg

A Bloomberg escreve que o Tether emitiu mais de US $ 500 milhões em novos tokens em agosto, segundo dados da Omniexplorer. No entanto, “nem mais de meio bilhão” no novo USDT conseguiu causar algum impacto no preço da EOS e da NEO este mês, afirmou a Bloomberg, alegando que as altcoins caíram 37% e 44% neste mês, respectivamente.

O Bitcoin também registrou uma queda de cerca de 19% no mês, com a Bloomberg observando que a emissão de agosto de Tether é uma "ação que no passado teria coincidido com uma recuperação do Bitcoin".

Em julho de 2018, a Bloomberg postou outro artigo sobre a manipulação de preços do Tether, concentrando-se na casa de câmbio cripto Kraken e sugerindo que os valores diários de negociação no Kraken deveriam estar influenciando o preço do USDT. Em vez disso, como apontou o autor, a criptomoeda permaneceu relativamente estável, o que foi considerado pelos “especialistas em manipulação de mercado” como uma “bandeira vermelha”.

A Kraken refutou as declarações da Bloomberg pouco depois, afirmando que os escritores da Bloomberg “não compreendem os conceitos básicos do mercado, como arbitragem, carteiras de pedidos e pegs de moedas”.