Bloomberg: Goldman Sachs prepara balcão de negociação de criptomoeda

Rumores têm se espalhado por algum tempo, mas, de acordo com a Bloomberg, o Goldman Sachs estabelecerá um balcão de negociação de criptomoeda até o final de junho de 2018. A Bloomberg cita fontes anônimas dentro da empresa. Atualmente, o banco de investimento está tentando determinar como ele manterá a custódia dos ativos digitais.

De acordo com o relatório:

"O movimento posiciona o Goldman Sachs para se tornar a primeira grande empresa de Wall Street a fazer mercados em criptomoeda".

Conservador, mas de mente aberta

O CEO da Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, manteve uma abordagem cautelosa, mas de mente aberta, das moedas digitais. Blankfein disse recentemente:

"[O Bitcoin] não é para mim. Mas há muitas coisas que, no passado, não funcionavam muito bem. Se fôssemos 20 anos para o futuro e víssemos que funcionou, eu poderia te dizer porque funcionou. Mas, com base em tudo o que sei, não acho que vai funcionar".

A empresa saiu nas manchetes no início deste mês, dizendo que compensará os contratos de futuros de Bitcoin para seus clientes, o que é um passo importante para essa empresa, geralmente conservadora. No entanto, o Goldman insistiu que pelo menos alguns de seus clientes mantenham uma conta com recursos suficientes para cobrir o valor total dos futuros de Bitcoin que negociarem. Como resultado, alguns clientes deixaram a empresa.

O aval do Goldman Sach

O banco de investimento é visto como uma das maiores elites de Wall Street. Os executivos das empresas muitas vezes têm que se retirar para assumir cargos poderosos dentro do governo dos EUA. O secretário do Tesouro atual (Steve Mnuchin) e o anterior (Hank Paulson) tiveram cargos altos no Goldman. Com o estável banco de investimento dando seu aval para o Bitcoin e outras moedas digitais, é quase certo que outras instituições de Wall Street a seguirão. Assim como a abertura de negociação de futuros na CME e na CBOE, esse movimento legitima ainda mais a classe de ativos de criptomoeda.


Siga-nos no Facebook