Blockchain.info confirma lançamento de negociação in-wallet da stablecoin Paxos para 3 de junho

A Blockchain.info, provedora de carteiras de criptomoedas e agregadora de dados de cripto, vai iniciar a negociação de sua quinta moeda, o Paxos Standard token (PAX), na segunda-feira, informou a empresa ao CoinDesk em 31 de maio.

O Paxos é uma stablecoin com preços atrelados ao dólar dos Estados Unidos e sua adição será a primeira para a Blockchain.info no espaço de stablecoin.

Atualmente, a Blockchain suporta quatro criptomoedas: Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Bitcoin Cash (BCH) and Stellar (XLM), tendo removido suas opções limitadas no Bitcoin SV (BSV) no início deste mês.

A empresa havia insinuado a mudança há algum tempo, fazendo pesquisas junto aos usuários sobre sua relação com os stablecoins e divulgando material publicitário. No início de maio, os executivos confirmaram uma parceria formal com a Paxos.

Na semana passada, uma postagem de blog dedicada confirmou que o PAX estava disponível para os 37 milhões de carteiras da Blockchain.info.

"Lançados em setembro de 2018, os Paxos Standard tokens são totalmente apoiados por dólares americanos armazenados em bancos segurados pelo FDIC e regulados pelo Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York", descreveu a equipe em uma aparente explicação sobre a escolha do ativo stablecoin. O post continua:

"Esta certeza financeira elimina a volatilidade dos preços e dá aos usuários em todo o mundo uma maneira totalmente nova de enviar valor, gerenciar a inflação, mitigar o risco de negociação e ganhar exposição ao dólar dos EUA".

Em conversa com a CoinDesk, Xen Baynham-Herd, chefe do departamento e estratégia de carteira da Blockchain.info, disse que, em última análise, a empresa queria adicionar funcionalidade de moeda fiduciária à carteira.

"Fazer o projeto stablecoin aqui com o PAX é realmente um grande negócio, porque não é apenas adicionar um novo ativo, mas também adicionar um verdadeiro saldo em dólar à carteira", explicou ele.

Os comentários marcam um contraste na ideologia entre provedores de carteira, alguns dos quais, inversamente, visam permanecer livres de operações baseadas em fiduciário. No outono passado, a Samourai até mesmo considerou remover completamente os saldos do dólar de sua carteira, argumentando que os usuários de Bitcoin deveriam aprender a transacionar inteiramente em criptomoedas.