Startup brasileira de reciclagem de vidro em blockchain vai a Nova York para participar de programa da Ambev

A Cervejaria Ambev, uma das maiores multinacionais de bebidas do mundo, selecionou duas startups brasileiras para ir a Nova York (EUA) para participar de seu programa de aceleração, a Aceleradora 100+, segundo matéria do Jornal do Comércio.

As startups foram escolhidas entre mais de 400 inscritas e oferecem soluções inovadoras para a abordagem de problemas socioambientais. Além de empresas brasileiras, também foram selecionadas outras na Bélgica, China, EUA e México.

As escolhidas participam agora de uma rodada de apresentações para investidores, organizações e associações de alto impacto na sede da AB InBev, em Nova York.

Uma das escolhidas é a Green Mining, em presa que usa blockchain para mapear e centralizar a coleta de vidro em parceria com a Ambev. O programa piloto, aplicado em Brasília (DF), já coletou mais de 300 toneladas de vidro e fechou 10 parcerias e acordos no Brasil e no mundo.

A outra selecionada é a RSU Brasil, que desenvolveu uma tecnologia limpa e de baixo custo para transformação de resúdios descartados em biomassa, gerando energia sem emissão de CO2. O piloto, implementado em Anápolis (GO), já gerou energia suficiente para abastecer 1.800 casas por uma hora e evitou emissão de 72 toneladas de CO2.

O vice-presidente de sustentabilidade e suprimentos da Ambev, Rodrigo Figueiredo, falou sobre o programa na matéria:

“Quando a jornada é em conjunto e de maneira genuína os resultados positivos e o reconhecimento vêm naturalmente. Ter duas participantes brasileiras convidadas para participar de mais uma etapa global da Aceleradora 100+ é prova disso e nos incentiva a continuar buscando startups parceiras que compartilhem do nosso sonho de construir um mundo melhor.”

A Ambev também abriu edital para a segunda edição do programa, com inscrições pelo site até 31 de outubro. As startups escolhidas poderão receber investimento de R$ 100 mil, podendo apresentar seus projetos na sede das Nações Unidas.