Plataforma gamer blockchain Referendum traz os pagamentos em cripto para o PUBG

A Refereum, empresa de marketing e recompensas baseadas em blockchain dos Estados Unidos, anunciou uma parceria com uma desenvolvedora e editora de jogos on-line sul-coreana para expandir seu esquema de recompensas no jogo.

8 milhões de jogadores terão acesso aos tokens

Em um comunicado de imprensa e um subsequente post no blog de 24 de julho, a Refereum, que paga os usuários com seu token interno RFR, disse que o recurso agora será lançado para os jogadores de Playerunkown’s Battlegrounds, desenvolvido pela PUBG. O jogo é um dos mais populares para o Xbox, com mais de 8 milhões de cópias vendidas.

O esquema de recompensas contará com um primeiro para a empresa, permitindo que os jogadores ganhem tokens completando ações no jogo, bem como cumprindo outras tarefas, como fazer marketing.

"Os jogadores fazem tanto marketing gratuito para os jogos por meio de serviços de streaming e mídia social, mas raramente são recompensados ​​o suficiente por isso", comentou o CEO da Refereum, Dylan Jones, no comunicado à imprensa.

A campanha inicial durará até 20 de agosto. O RFR, uma das várias altcoins relacionadas a jogos, não reagiu de maneira perceptível às notícias até o momento desta publicação na quarta-feira (24).

Enquanto isso, os jogos blockchain estão rapidamente se tornando um nicho altamente lucrativo do fenômeno blockchain. Neste mês, o cofundador do Reddit, Alexis Ohanian, revelou seu apoio a uma rodada de financiamento de US$ 3,75 milhões para um estúdio de jogos blockchain.

Como o Cointelegraph reportou, grandes empresas também estão atentas ao setor, à medida que a criptomoeda volta aos holofotes.